Joaçaba Pneus
VARIEDADES

Acusações contra Jussie Smollett são retiradas por promotoria

26 Mar 2019 - 17h29

O ator Jussie Smollett, que foi indiciado por 16 crimes no início do mês, teve todas as acusações retiradas pela promotoria nesta terça-feira, 26. As informações são do TMZ.

"Hoje, todas as acusações criminais contra Jussie Smollett foram retiradas e seu histórico foi limpo. Jussie foi atacado no dia 29 de janeiro por duas pessoas que ele não conseguiu identificar. Ele foi uma vítima que foi difamada", disse o advogado do ator de Empire.

A promotoria revisou os fatos, inclusive o trabalho voluntário de Smollett na comunidade de Chicago, e chegou à conclusão de que essa era a resolução mais apropriada para o caso.

Entenda o caso

Em janeiro de 2019, Jussie Smollett foi hospitalizado após sofrer um ataque supostamente racista e homofóbico. No decorrer das investigações, a polícia levantou a suspeita de que o ator da série Empire teria contratado dois homens para encenar a agressão, porque estava sendo cotado para deixar a série.

Smollet acabou sendo preso, mas foi liberado após pagar uma fiança de 300 mil dólares (aproximadamente R$ 1 milhão). No início do mês, a polícia de Chicago indiciou o ator por 16 crimes sob a acusação de falsa denúncia às autoridades.

Por conta da polêmica, o personagem Jamal Lyon, interpretado pelo ator, foi cortado dos dois últimos episódios da série Empire para evitar "transtornos adicionais" no set de filmagem da produção.

Matérias Relacionadas

Economia

Em abril, indústria de SC gerou 4,6 mil novas vagas de emprego

Saúde

Guaramirim fará vacinação da covid nesta sexta-feira em idosos acima de 60 anos

Serão atendidos os idosos pré-cadastrados do número 3511 até o 3751
Guaramirim fará vacinação da covid nesta sexta-feira em idosos acima de 60 anos
Saúde

Em dois dias, Jaraguá registra nove mortes por covid-19 

Ao todo, já são 272 óbitos pela doença no município.
Em dois dias, Jaraguá registra nove mortes por covid-19 
Geral

32ª edição Schützenfest é adiada para 2022

De acordo com o presidente da CCO, Alcides Pavanello, a decisão se deve às incertezas quanto aos prazos de imunização contra a covid-19 de toda a população
32ª edição Schützenfest é adiada para 2022
Ver mais de Variedades