Trânsito

Uso de celular ao volante aumenta em 400% os riscos de acidentes

20 Jun 2012 - 17h24

Matéria publicada recentemente no jornal O Estado de São Paulo, revela que o uso de celular ao volante aumenta em 400% os riscos de acidentes. O estudo foi feito em São Paulo e destaca que o uso do celular ao volante é a quarta infração mais cometida pelos paulistanos no trânsito. A Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) emitiu, no ano passado, 1,6 mil multas diárias a motoristas que falam, digitam mensagens ou acompanham a internet pelos celulares e smartphones. Não há dados nacionais sobre o uso do celular ao dirigir, mas o quadro desenhado pela CET em São Paulo é uma boa amostra do comportamento do motorista nas grandes e médias cidades. Pelas normas de trânsito, quem conversa ao celular, mesmo com fone de ouvido ou pelo sistema de viva-voz, pode ser multado em R$ 85,13 e somar quatro pontos na carteira de habilitação. Num país onde há mais de um telefone móvel por habitante e pelo qual circula uma frota aproximada de 70 milhões de veículos, o hábito de usar o celular ao volante deve ser severamente combatido. Segundo especialistas, a prática eleva em 400% os riscos de acidentes.


Como parte do Pacto Nacional pela Redução de Acidentes no Trânsito, o Ministério das Cidades, em parceria com o Denatran, criou dois aplicativos para celulares que ajudam o motorista a não transgredir as leis. O Mãos no Volante é outra ferramenta que bloqueia as chamadas para celular enquanto o usuário estiver dirigindo e envia uma mensagem para quem ligou: "Estou dirigindo. Ligo mais tarde". O aplicativo está disponível para aparelhos com o sistema Android e o Ministério procura parceria com outras plataformas. Desde fevereiro, quando passou a ser oferecido nas lojas virtuais, o programa acumula mais de 20 mil downloads. Motoristas de outros países estão usando o aplicativo. A meta do Ministério é chegar a pelo menos 85% dos telefones do tipo smartphone.

Nós sugerimos ao setor de comunicação do 14º Batalhão de Polícia Militar, a repercussão do assunto aqui em Jaraguá do Sul. O capitão Ayres Pilonetto, foi entrevistado pelo soldado Jean Rudolf, sobre o tema.

[jwplayer mediaid="73861"]

Conforme dados da Associação Brasileira de Medicina de Tráfego (Abramet), o motorista leva até quatro segundos para pegar o telefone e mais cinco para digitar um número. Se estiver trafegando a 50 quilômetros por hora, percorrerá 125 metros distraído. A falta de atenção perdura por mais algum tempo após o aparelho ser desligado, porque o motorista se mantém atento àquilo que foi discutido na conversa.

(ROGÉRIO TALLINI)

 

Premix Concreto

Matérias Relacionadas

Segurança

Obra para rotatória de acesso a Schroeder com licitação para maio

Sem uma rotatória, o local interseção entre a Rua Manoel Francisco da Costa e Rua Olga Rohweder da Costa, que dá acesso a Schroeder - depende de semáforo e gera longas filas de automóveis nos horários de maior movimento
Obra para rotatória de acesso a Schroeder com licitação para maio
Segurança

Colisão entre moto e patinete deixa dois feridos em Jaraguá

O acidente ocorreu por volta das 22h de quinta-feira (15) na Rua Bertha Weege, bairro Barra do Rio Cerro
Colisão entre moto e patinete deixa dois feridos em Jaraguá
Segurança

Motociclista vítima de acidente na Max Wilhelm será sepultado nesta tarde

O corpo de Gedson Wilian Machado dos Santos, de 24 anos, está sendo velado na Capela Mortuária da Vila Lenzi
Motociclista vítima de acidente na Max Wilhelm será sepultado nesta tarde
Segurança

Escolta de transformador da Weg causará lentidão na BR 470 neste sábado

O equipamento sairá da fábrica no bairro Itoupava Central em Blumenau por volta das 6h30 da manhã e seguirá até o terminal portuário de Itajaí, onde deve chegar por volta das 13h
Escolta de transformador da Weg  causará lentidão na BR 470 neste sábado
Ver mais de Trânsito