domingo, 19 de maio de 2019 - 13h45
(47) 3371-1010Central (47) 3372-1010Ao Vivo
Piermann - Maio
CNH

Testes práticos para CNH são retomados em Jaraguá e região

A suspensão ocorreu por conta da operação “Sinal Vermelho”, deflagrada no dia 26 de novembro.

06 Dez 2018 - 12h04Por Ricardo Rabuske
Testes práticos para CNH são retomados em Jaraguá e região -

Após dez dias suspensos, foram retomados nesta manhã de quinta-feira (6), os testes práticos para obter a Carteira Nacional de Habilitação.

A suspensão ocorreu por conta da operação “Sinal Vermelho”, deflagrada no dia 26 de novembro, em Jaraguá do Sul e Região. Um dos presos, o policial civil, avaliador do Ciretran, é acusado de receber propina para facilitar a aprovação de alunos de centros de formação de condutores, nos exames para obtenção de Carteira Nacional de Habilitação (CNH) em Jaraguá do Sul e região.

Conforme o Delegado Regional Adriano Spolaor, a partir de hoje (6) os testes práticos serão executados normalmente.  Spolaor ressalta que agora são dois examinadores, responsáveis por executarem os testes na região e destacou que em no ano que vem há a possibilidade de indicar um terceiro examinador.

Durante a tarde de quarta-feira (5) o Ministério Publico ofereceu denúncia contra sete pessoas, o examinador e seis pessoas donos de quatro autoescolas. As investigações continuam segundo o Delegado Regional Adriano Spolaor, tem muito material apreendido para ser analisado e periciado, além de testemunhas a serem ouvidas.

A denúncia.

Durante a tarde de quarta-feira (5) o Ministério Publico ofereceu denúncia, no documento, o promotor Márcio Cota apontou o avaliador de trânsito e outros seis envolvidos donos de quatro autoescolas que teriam formulado uma organização criminosa para praticar crimes contra a administração pública.

Cada denunciado executava um papel específico dentro da organização criminosa, havia a divisão de tarefas, para praticar os crimes. Durante reuniões periódicas, os proprietários estipulavam os valores da vantagem indevida a ser oferecida ao avaliador de trânsito para cada teste realizado para a obtenção da CNH.

O policial civil valia-se do cargo de servidor para facilitar a retirada do documento. A apuração demonstrou que ele antecipava exames e facilitava, "das mais variadas formas", a realização dos exames práticos, como por exemplo, não requisitando da baliza, manobra obrigatória conforme prevê o Conselho Nacional de Trânsito (CONTRAN).

A operação.

A operação Sinal Vermelho foi deflagrada e realizada pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) após instauração de procedimento investigativo da 4ª Promotoria de Justiça da cidade.

Os investigados são suspeitos de oferecer e receber vantagens indevidas para facilitar a aprovação de alunos de centros de formação de condutores nos exames para obtenção de Carteira Nacional de Habilitação (CNH) em Jaraguá do Sul e região. O policial civil era avaliador do Ciretran e responsável pelo teste prático de direção dos novos motoristas habilitados. Segundo a investigação, ele era pago para aprovar mesmo quem visivelmente não estava capacitado.

 A prisão em flagrante foi possível porque ele portava uma arma com numeração raspada na hora da prisão — outras seis pessoas foram presas durante a operação, mas sob regime de prisão temporária.

CMJS - Maio