Delivery Much
Segurança

Polícia prende 7º suspeito de assalto em Criciúma     

Roupas com sangue, acionador de explosivo e um furgão foram encontrados uma casa em Três Cachoeiras (RS)

03 Dez 2020 - 10h34Por Janici Demetrio
Polícia prende 7º suspeito de assalto em Criciúma      - Crédito: PMSC/ Divulgação Crédito: PMSC/ Divulgação

Policiais do Rio Grande do Sul, através do Batalhão de Operações Especiais (Bope) prendeu na madrugada desta quinta-feira (3), mais um suspeito de envolvimento do maior assalto a banco de Santa Catarina. Ele foi localizado em uma casa na cidade de Três Cachoeiras (RS), cerca de 100 km de Criciúma.

Segundo a polícia, o local teria sido usado como transição para a fuga dos assaltantes. Foram encontradas roupas com sangue, acionador de explosivo e um furgão. O homem é o sétimo preso suspeito de participar do crime.

Polícia segue na investigação do assalto ao Banco do Brasil em Criciúma 

Além do Comando de Operações de Busca, Resgate e Assalto (Cobra), do Bope de Santa Catarina, participam da operação policiais da Brigada Militar do Rio Grande do Sul.

Além do detido nesta manhã, a polícia prendeu dois suspeitos em São Leopoldo, na Região Metropolitana de Porto Alegre na quarta-feira (2).

Bope encontra local usado como transição para fuga após assalto a baco em Criciúma

Os outros três suspeitos foram localizados entre a divisa de Torres, no Litoral Norte gaúcho e Passo de Torres, já em Santa Catarina.

O trio suspeito foi encaminhado para Araranguá, onde foi registrado o flagrante. Procurada, a Polícia Civil não informou detalhes da prisão. 

Também na tarde de quarta, uma mulher de 31 anos foi presa em São Paulo suspeita de participação no mega-assalto. Ela foi localizada, após uma denúncia, no Jardim Reimberg, Zona Sul da capital paulista. Com a mulher os policiais encontraram malotes de dinheiro do Banco do Brasil, que serão periciados.

Um galpão usado pelos criminosos que assaltaram a agência bancária em Criciúma foi encontrado pela Polícia Militar nesta quarta (2), informou o subcomandante-geral da PM, Marcelo Pontes. A estrutura fica na cidade vizinha de Içara, a cerca de 9 quilômetros de Criciúma.

A PM informou que o galpão foi usado para pintar os carros usados no assalto de preto. “Este galpão foi usado para pintura dos carros, eles pintaram alguns veículos, picharam de uma cor clara e pintaram de preto. Com spray ali, com esse compressor, minicompressor. Então isso foi utilizado momentos antes do início da ação criminosa", afirmou Pontes.

Caminhão incendiado por assaltantes em Tubarão foi roubado e circulava clonado

Cerca de 30 pessoas encapuzadas assaltaram uma agência do Banco do Brasil no Centro de Criciúma às 23h50 de segunda-feira (30). A ação durou 1 hora e 45 minutos.
Pessoas foram feitas reféns e cercadas por criminosos; houve bloqueios e barreiras para conter a chegada da polícia. Um PM ficou ferido, precisou passar por cirurgia e segue internado. 
 

Informações: G1SC 

Premix Concreto

Matérias Relacionadas

Segurança

Homem é preso por estuprar a filha de 15 anos em Jaraguá

Prisão ocorreu na tarde de domingo (18)
Homem é preso por estuprar a filha de 15 anos em Jaraguá
Segurança

Mulher sem CNH é flagrada dirigindo veículo em Guaramirim

Flagrante ocorreu durante uma barreira policial
Segurança

Jovem com mandado de busca e apreensão é detido em Schroeder

Fato ocorreu na madrugada desta segunda-feira (18)
Segurança

Motorista é preso por embriaguez ao volante em Jaraguá

Fato ocorreu na madrugada desta segunda-feira (18) no centro da cidade
Ver mais de Segurança