dengue
Segurança

Homem muda versão e nega ter matado mulher em Guaramirim

Durante depoimento à Polícia Civil o principal suspeito de ter matado Juliana Grasiela Pinheiro Wirth mudou versão dos fatos.

28 Mai 2024 - 11h11Por Ricardo Rabuske
Homem muda versão e nega ter matado mulher em Guaramirim - Crédito: Ricardo RabuskeHomem muda versão e nega ter matado mulher em Guaramirim - Crédito: Ricardo Rabuske

Preso em flagrante na última sexta-feira (24), o homem de 45 anos, principal suspeito de matar Juliana Grasiela Pinheiro Wirth, de 40 anos, mudou a versão durante o interrogatório na Polícia Civil.

Para a Polícia Militar o homem confessou o crime e indicou o local onde estava a faca dentro do carro utilizado por ele.

Conforme a delegada de plantão, Roberta Franco França, que atendeu o caso, o homem mudou a versão e negou a autoria do crime.

“No interrogatório oficial, na Delegacia, ele negou o crime, negou a autoria, falou que não foi ele que cometeu o crime, que teria sido a ex-companheira.  Que na realidade ele só fez o vídeo posteriormente porque ela pediu para ele, mas que não foi ele quem matou.” Relatou a delegada.

A delegada destaca que a ex-companheira do homem já foi ouvida e ela afirmou que não teve participação no crime.

“A ex-companheira nega qualquer tipo de participação no crime, ela relatou que realmente teve uma discussão com a vítima, por conta dessa suposta denúncia que foi feita na Delegacia. Isso aí ela confirma, mas ela nega que tenha pedido ou que tenha participado de qualquer ato relacionado à morte dela.” Destacou Roberta.

Mesmo com a mudança da versão no depoimento à Polícia Civil, o homem segue preso preventivamente, apontado como um dos principais suspeitos da autoria do crime.

Sobre o crime:


O assassinato brutal de Juliana foi confirmado pela Polícia Militar de Guaramirim na madrugada de sexta-feira (24).

Segundo relatos coletados pela reportagem da Rádio Jaraguá, o homicídio ocorreu após uma desavença entre a vítima e a proprietária da casa. O autor teria cometido o assassinato como uma "prova de amor".

Durante a noite, o homem invadiu a residência e esfaqueou Juliana enquanto ela dormia ao lado do filho. Após cometer o crime, ele informou à proprietária da casa que havia "resolvido a situação". Sem acreditar, a mulher insistiu para que ele provasse suas ações. O autor então retornou à cena do crime, filmou a vítima já morta, arrumou a criança na cama e deixou o local novamente.

Ao ver o vídeo, a mulher passou mal e foi levada ao hospital, onde a Polícia Militar foi acionada. A PM deteve o autor nas proximidades e ele forneceu detalhes sobre o ocorrido, incluindo a localização da faca utilizada no assassinato.

Quer saber das notícias de Jaraguá do Sul e região? Participe dos nossos grupos do WhatsApp ou no Telegram

Sintonize, siga e curta a Rádio Jaraguá em todas as plataformas

Insta: @radiojaragua

Face: /fmjaragua

Site: www.diariodajaragua.com.br

Matérias Relacionadas

Segurança

Traficantes usam Correios para entrega de drogas em Santa Catarina

Operação "Envio Seguro" apreende duas mil porções de ecstasy enviadas pelos Correios
Traficantes usam Correios para entrega de drogas em Santa Catarina
Segurança

PRF apreende 400 garrafas de vinhos que seriam entregues em Jaraguá do Sul

As garrafas de vinhos argentinos estavam sendo transportadas ilegalmente.
PRF apreende 400 garrafas de vinhos que seriam entregues em Jaraguá do Sul
Segurança

Homem é acusado de estupro contra adolescente de 14 anos em Guaramirim 

Caso foi registrado na noite de domingo 
Homem é acusado de estupro contra adolescente de 14 anos em Guaramirim 
Segurança

Abate ilegal de boi vira caso de Polícia em Guaramirim

Uma arma irregular foi apreendida.
Abate ilegal de boi vira caso de Polícia em Guaramirim
Ver mais de Segurança