terça, 18 de junho de 2019 - 19h52
(47) 3371-1010Central (47) 3372-1010Ao Vivo
Segurança

Catarinenses são encontrados mortos em apartamento no Chile

As vítimas são um casal de Biguaçu, na Grande Florianópolis, os dois filhos, além de outro casal formado por um catarinense e uma mulher de Goiânia

23 Mai 2019 - 14h39Por Janici Demetrio
Catarinenses são encontrados mortos em apartamento no Chile - Crédito: Reprodução / Redes Sociais Crédito: Reprodução / Redes Sociais

Cinco catarinenses foram encontrados mortos na tarde desta quarta-feira (22) em um apartamento em Santiago, no Chile. As vítimas são um casal de Biguaçu, na Grande Florianópolis, os dois filhos, além de outro casal formado por um catarinense e uma mulher de Goiânia. Eles teriam sido vítimas de um vazamento de gás.

A identidade das vítimas foi confirmada pela família. Os mortos são o casal Fabiano de Souza, 41 anos, e Débora Muniz Nascimento de Souza, 38 anos, e os filhos Caroline Nascimento de Souza, que completaria 15 anos nesta semana, e Felipe Nascimento de Souza, 13. A família morava em Biguaçu.

Além deles, também morreram Jonathas Nascimento Kruger, 30 anos, que também é catarinense e é irmão de Débora, e a esposa dele, Adriane Krueger, que é de Goiânia. O casal morava na cidade de Hortolândia, em São Paulo.

Bombeiros do Chile - Foto: Corpo de Bombeiros Santiago

A família viajou a Santiago para comemorar os 15 anos de Caroline. Eles teriam alugado um apartamento na capital chilena por meio de um aplicativo de celular.

Familiares relataram que a família estava prestes a voltar a Santa Catarina, pois a mãe dos irmãos Jhonatas e Débora faleceu em Florianópolis na madrugada de quarta.

Por meio de mensagens, Débora teria relatado que estava se sentindo mal, e que as outras pessoas no apartamento também apresentavam sintomas estranhos. Ela acreditava que eles pudessem ter sido envenenados.

Eles teriam inalado gás, supostamente monóxido de carbono, informou o comandante da Polícia da capital chilena. Como estavam sentindo um mal-estar físico, o grupo pediu ajuda ao cônsul brasileiro, que se dirigiu ao local, acompanhado de efetivos da Polícia. Quando chegaram, tiveram que entrar à força no apartamento, onde encontraram os corpos.  


Quer ser o primeiro a saber das notícias de Jaraguá do Sul e Região? CLIQUE AQUI e receba direto no seu WhatsApp!

CMJS - Maio