Delivery Much
Saúde

Saúde de Guaramirim alerta sobre cuidados para prevenir o mosquito causador da dengue

A região de Guaramirim vive um aumento expressivo de focos do mosquito, por isso é necessário redobrar a atenção

27 Nov 2020 - 14h06Por Gustavo Henrique Reif
Saúde de Guaramirim alerta sobre cuidados para prevenir o mosquito causador da dengue - Crédito: Arquivo Crédito: Arquivo

A Secretaria de Saúde de Guaramirim alerta a população sobre os cuidados para evitar os criadouros do mosquito Aedes aegypti, causador da Dengue, Zika e Chikungunya. A região de Guaramirim vive um aumento expressivo de focos do mosquito, por isso é necessário redobrar a atenção.

Conforme a Gerente de Vigilância em Saúde, Ana Maria Rodrigues, o município registrou 35 focos do mosquito, o que representa um aumento de 79% em relação ao mesmo período de 2019 (janeiro a novembro). 

Ela explica que a Vigilância Epidemiológica conta com agentes de endemias que monitoram as 172 armadilhas e 58 pontos estratégicos de combate a doença, além de fazer a fiscalização, mas é necessário que a população faça a sua parte e contribua para a prevenção. “É fundamental que cada pessoa tire de 10 a 15 minutos para fazer uma vistoria em sua casa e eliminar locais com água parada como pratos de plantas, pneus, entre outros. O combate à dengue depende de todos nós, por isso cada um deve fazer a sua parte”, enfatiza. 

Medidas para combater a dengue:

•    Evitar usar pratos nos vasos das plantas e se usar, colocar areia até a borda
•    Guardar garrafas com gargalo virado para baixo
•    manter lixeiras limpas
•    Plantas como bromélias devem ser evitadas, pois acumulam água
•    Limpar piscina com cloro
•    Mantenha ralos fechados e desentupidos
•    Lave com escovas os potes de comida e água dos animais
•    Evite acúmulo de entulhos, pois pode se tornar local de foco do mosquito
•    Denuncie a existência de possíveis focos. Ouvidoria
•    Caso de apresentar sintomas, procure atendimento
 
Saiba quais são os sintomas

Os principais sintomas da dengue são febre alta de 39 a 40 graus, num período inicial de 2 a 7 dias, associado com dor de cabeça, fraqueza, dor no corpo, nas articulações e nos olhos. Manchas pelo corpo estão presentes em 50% dos casos. Perda do apetite, náuseas, vômitos também podem estar presentes. 

Se a doença evoluir para o estado grave, pode ocorrer sangramento da mucosa, nariz gengivas e dor abdominal intensa, podendo levar a morte. É de extrema importância procurar atendimento médico assim que apresentar os sintomas.

Se apresentar sintomas, procurar atendimento médico. 

Quer ser o primeiro a saber das notícias de Jaraguá do Sul e Região?CLIQUE AQUIe receba diretono seu WhatsApp! 

Premix Concreto

Matérias Relacionadas

Saúde

Santa Catarina recebe 126 mil doses da vacina contra Covid-19 nesta segunda-feira

Carga já saiu de São Paulo e chega em Florianópolis nesta manhã. Distribuição começa hoje no Estado
Santa Catarina recebe 126 mil doses da vacina contra Covid-19 nesta segunda-feira
Saúde

Secretário de Saúde de Jaraguá fala sobre preparativos para vacinação contra a Covid-19

Alceu Moretti participou ao vivo do Diário da Jaraguá desta segunda-feira (18)
Secretário de Saúde de Jaraguá fala sobre preparativos para vacinação contra a Covid-19
Saúde

Vacinação contra covid-19 começa ainda hoje nos estados, diz Pazuello

Primeiras aplicações devem ser feitas até as 17 horas
Vacinação contra covid-19 começa ainda hoje nos estados, diz Pazuello
Saúde

Ao vivo: vacinas contra a covid-19 começam a ser distribuídas

Aeronaves partem de Guarulhos com 44 toneladas de imunizantes
Ver mais de Saúde