Unimed
Saúde

SESI amplia disponibilidade de testes para diagnósticos da Covid-19 na região

O resultado deste teste é conhecido em 72 horas

23 Jul 2020 - 15h25Por Da Redação
SESI amplia disponibilidade de testes para diagnósticos da Covid-19 na região - Crédito: Robson Valverde / SES Crédito: Robson Valverde / SES

No apoio ao enfrentamento do novo coronavírus, diante do crescimento de casos e necessidade de ampliar os diagnósticos, o SESI também está reforçando as orientações a empresas e comunidade e disponibilizando testes para diagnósticos da Covid-19.

Empresas e comunidade têm à disposição dois testes: RT-PCR e Teste Imunológico (Rápido). O RT- PCR analisa a carga viral na pessoa testada. É realizado por meio da coleta com um swab (cotonete comprido) de células da nasofaringe (fundo do nariz). Após a coleta, é enviado ao laboratório para a análise e identificação ou não do material genético do Sars-Cov-2, o vírus que causa a Covid 19. Ou seja, este teste identifica o vírus no período em que ele está ativo no corpo humano. O teste é indicado para aplicação no início da contaminação, do terceiro ao sétimo dia de sintomas. Porém, também pode ser realizado em pessoas assintomáticas, pois conforme as autoridades 30% dos casos de pessoas infectadas são assintomáticos, ou seja, não apresentam sintomas da doença, porém tem o vírus no organismo e acabam disseminando.

O resultado deste teste é conhecido em 72 horas.

O Teste Imunológico (Rápido) é realizado como auxílio no diagnóstico. Ele não identifica o vírus, mas sim os anticorpos que a pessoa testada tem no organismo. No ciclo de vida do vírus no organismo, é produzido antígeno, substância estranha ao organismo que desencadeia a produção de anticorpos, que são os defensores do organismo. Neste teste são identificados dois anticorpos: IgM, produzido primeiro, a partir do décimo dia de sintomas definindo a fase aguda da doença; e o IgG, produzido em torno do décimo quarto ou décimo quinto dia de sintomas e que permanece como cicatriz imunológica no organismo após o desaparecimento do IgM.

O teste é mais simples, sendo necessário apenas uma gota de sangue do dedo da pessoa testada. O resultado fica pronto em 15 minutos.

Empresas e pessoas interessadas em agendar para a aquisição dos testes na Clínica SESI dispõem dos itens para pronto atendimento. O contato pode ser feito pelo telefone (47) 3372-9564 ou pelo e-mail patricia.laube@fiesc.com.br.

Protocolo coronavírus

Além dos testes, o SESI também coloca à disposição de empresas um protocolo que ajuda no monitoramento da saúde dos trabalhadores.

Trata-se do Coronadados, uma aplicação web desenvolvida em auxílio aos esforços de prevenção. A ferramenta integra o Protocolo Corona, que tem o objetivo de blindar o setor contra o coronavírus por meio de uma série de serviços e ajudando a indústria a traçar um plano de ação para reduzir a propagação da doença. O protocolo orienta desde medidas como a adoção de equipamentos e sistemas adequados de proteção dos indivíduos, dos ambientes e da coletividade em geral.

Disponibilizado gratuitamente, o Coronadados é abastecido por dados informados pelos próprios trabalhadores, que respondem diariamente se apresentam ou não sintomas por meio de mensagens enviadas via Telegram. Os líderes das equipes podem checar no sistema se os colaboradores já responderam à pesquisa e, assim, ampliar o engajamento com a ferramenta. Com base nestas informações, as equipes de saúde e segurança do trabalho das indústrias podem agir, promovendo o isolamento preventivo, testes e ações de higienização do ambiente. O sistema permite acompanhar o tempo de recuperação dos infectados e contribui para o chamado “achatamento” da curva de contaminação.

"A estrutura sistêmica do Protocolo Corona define um conjunto de ações que as indústrias de cada setor podem realizar, como tratar as pessoas infectadas e manter a produtividade e a qualidade", explica o diretor de educação e tecnologia da FIESC, Fabrizio Machado Pereira. "Também inclui a adoção de equipamentos e sistemas adequados de proteção dos indivíduos, dos ambientes e da coletividade, além da realização de testes em massa, devidamente planejados conforme a necessidade e situação", completa.

O SESI também orienta as indústrias sobre o melhor tipo de teste para o público e ajudará o setor produtivo a aplicar o melhor protocolo de saúde nos casos identificados. Outra ferramenta à disposição de empresas e prefeituras é o Gestão Corona, que auxilia com informações para tomada de decisão no enfrentamento da doença. Mais de 250 empresas em Santa Catarina e diversas administrações municipais já estão se valendo da assessoria do SESI.

O protocolo conta ainda com a adoção de ferramentas, sistemas e soluções de Tecnologia da Informação e Comunicação para promover o monitoramento, rastreamento, análise e ação para isolar os infectados, preservar os não-infectados e manter o controle da pandemia.


Quer ser o primeiro a saber das notícias de Jaraguá do Sul e Região?CLIQUE AQUIe receba diretono seu WhatsApp! 

Matérias Relacionadas

Saúde

Mulher de 21 anos morre vítima de covid em Jaraguá

Foram quatro mortes nas últimas 48 horas no município
Mulher de 21 anos morre vítima de covid em Jaraguá
Saúde

AstraZeneca: Gestantes e puérperas podem tomar D2 de outro imunizante

A preferência é que seja com a Pfizer. Na ausência da vacina deste fabricante, a Coronavac (Sinovac/Butantan) também poderá ser usada como segunda dose
AstraZeneca: Gestantes e puérperas podem tomar D2 de outro imunizante
Saúde

Jaraguá suspende vacinação contra a covid por falta de doses

Assim que receber novas doses município retomará a vacinação para primeira dose. A aplicação da segunda dose segue normalmente
Jaraguá suspende vacinação contra a covid por falta de doses
Saúde

Covid-19: número de regiões em risco gravíssimo cai para três em SC

As regiões da Foz do Rio Itajaí, Médio Vale do Itajaí e Nordeste permaneceram classificadas com o nível máximo de atenção
Covid-19: número de regiões em risco gravíssimo cai para três em SC
Ver mais de Saúde