transito
Saúde

Santa Catarina tem 36 casos confirmados de varíola dos macacos 

Mais de 130 casos seguem em investigação

16 Ago 2022 - 10h36Por Janici Demetrio
Santa Catarina tem 36 casos confirmados de varíola dos macacos  - Crédito: Arquivo Agência Brasil Crédito: Arquivo Agência Brasil

Com 250 notificações, Santa Catarina já confirmou 36 casos de Monkeypox – a varíola dos macacos. Os dados foram atualizados na noite de segunda-feira (15) pela Diretoria de Vigilância Epidemiológica. Ainda de acordo com o órgão, 78 casos suspeitos da doença já foram descartados, mas 136 ainda seguem em investigação. 

Dos casos confirmados em Santa Catarina, todos são homens com idades entre 22 e 54 anos. A cidade com maior número de casos confirmados, é Florianópolis com 13 confirmações, seguido de Balneário Camboriú com seis, Blumenau e Joinville com cinco cada, Brusque com dois casos e São José, Leoberto Leal, Itajaí, Abelardo Luz e São João Batista com um cada.  

No Brasil, já são 2.893 casos confirmados, outros 3.555 suspeitos e um óbito, os dados foram atualizados na noite de segunda-feira (15) pelo Ministério da Saúde. Das confirmações, 95% são homem, com idade entre 30 e 39 anos.  Na divisão entre os estados, São Paulo segue como o local com maior incidência da doença. São 2.019 notificações confirmadas, seguido pelo Rio de Janeiro, que tem número bastante inferior: 342 confirmações. Segundo os dados apresentados pelo Ministério da Saúde, apenas Amapá, Rondônia, Roraima, Alagoas e Sergipe ainda não registraram ocorrência da varíola dos macacos, embora todos apresentem casos suspeitos.

Os sintomas mais comuns são a febre, adenomegalia (inchaço dos linfonodos do pescoço) e dores de cabeça e musculares.

Atualmente, o Brasil é o sexto país com mais casos registrados no mundo. Os Estados Unidos lideram a lista, com mais de 11 mil notificações, seguidos pela Espanha (5.719) e Alemanha (3.102). Nos últimos sete dias, 42 países relataram aumento no número semanal de casos, mas, por outro lado, outros 16 não registraram novas ocorrências nos 21 dias anteriores. Em relação aos óbitos, a Nigéria, com quatro, é o país com maior número nesse indicador.  

A Organização Mundial da Saúde (OMS) classifica como moderado o risco global da varíola dos macacos. Especificamente tratando dos continentes, o único risco alto predomina na Europa.

Quer saber das notícias de Jaraguá do Sul e região? Participe dos nosso grupos do WhatsApp ou do Telegram!  

Matérias Relacionadas

Geral

Cerca de 400 cigarros eletrônicos são apreendidos em Jaraguá do Sul

Os principais riscos do consumo do cigarro eletrônico são o surgimento de câncer, doenças respiratórias e cardiovasculares, como infarto, morte súbita e hipertensão arterial
Cerca de 400 cigarros eletrônicos são apreendidos em Jaraguá do Sul
Saúde

Morador de Jaraguá do Sul é diagnosticado com febre do maruim 

Este foi o primeiro caso da doença registrado no município
Morador de Jaraguá do Sul é diagnosticado com febre do maruim 
Saúde

Jaraguá do Sul tem oito unidades de Saúde com atendimento noturno e aos sábados

Unidades atendem de segunda a sexta-feira das 7h às 22h. Aos sábados, das 9h às 13h. 
Jaraguá do Sul tem oito unidades de Saúde com atendimento noturno e aos sábados
Saúde

Região de Jaraguá do Sul tem seis casos confirmados de febre do maruim

Dados foram divulgados nesta quinta-feira (13) pela Diretoria de Vigilância Epidemiológica de Santa Catarina
Região de Jaraguá do Sul tem seis casos confirmados de febre do maruim
Ver mais de Saúde