Unimed
Saúde

Queda na procura por vacinação preocupa o Ministério da Saúde

Segundo a Pasta, o Brasil possui hoje o maior programa público de imunização do mundo, que distribui mais de 300 milhões de doses de imunobiológicos anualmente

10 Jun 2020 - 10h30Por Agência Brasil
Queda na procura por vacinação preocupa o Ministério da Saúde - Crédito: Tânia Rêgo / Agência Brasil Crédito: Tânia Rêgo / Agência Brasil

A redução na procura pelas vacinas disponíveis no Sistema Único de Saúde (SUS), neste período de pandemia do novo coronavírus (covid-19), já é percebida pelo Ministério da Saúde e começa a preocupar a pasta, segundo Ana Goretti, coordenadora do Programa Nacional de Imunizações (PNI) do ministério.

Ela explicou que o distanciamento social e a situação da pandemia no Brasil são fatores que têm gerado impacto na queda da cobertura vacinal. “Muitas famílias ficam com receio de ir aos postos de saúde, mas temos orientado todas as equipes de saúde do país quanto às medidas de segurança para evitar infecções”, disse a coordenadora ao participar, nessa terça-feira (9), da conferência online Webinar, organizada pelo jornal O Estado de São Paulo.

De acordo com Ana Goretti, o atual momento de pandemia não pode gerar impacto na queda da cobertura vacinal. Ela lembrou que o Brasil possui hoje o maior programa público de imunização do mundo, que distribui mais de 300 milhões de doses de imunobiológicos anualmente.

O PNI conta com 37 mil postos públicos de vacinação de rotina em todo o país, sendo que em campanhas realizadas anualmente este número chega até 50 mil postos e 51 Centros de Referência para Imunobiológicos Especiais (CRIEs).

“Hoje nós temos um esquema vacinal complexo por ser extremamente completo no combate às doenças mais prevalentes aos brasileiros e que começa a atender nossa população desde o nascimento. Nesse sentido, nós concentramos a oferta de muitas vacinas em um curto espaço de tempo, ainda na infância, para facilitar a imunização da maior parte das pessoas ao mesmo tempo, otimizando também o tempo dos pais ao levarem as crianças aos postos de vacina”, disse Ana Goretti.

*Com informações do Ministério da Saúde

Edição: Aécio Amado

Matérias Relacionadas

Saúde

Central de Vacinas Covid de Jaraguá estará fechada no domingo (1)

A vacinação ocorre no Parque Municipal de Eventos de segunda a sexta-feira, das 8h às 20h
Central de Vacinas Covid de Jaraguá estará fechada no domingo (1)
Saúde

Covid-19: Central de Orientação já monitorou mais de 250 mil pessoas

O serviço foi criado especialmente para atender a demanda causada pela pandemia do novo coronavírus
Covid-19: Central de Orientação já monitorou mais de 250 mil pessoas
Saúde

Schroeder disponibiliza doses da vacina contra a gripe

A campanha de vacinação contra a H1N1 não atingiu a meta de 100% na cidade
Schroeder disponibiliza doses da vacina contra a gripe
Saúde

Jaraguá libera vacina contra a covid-19 para pessoas com 33 anos

A Central de Vacinas, no Parque Municipal de Eventos, fica aberta de segunda a sexta-feira, das 8h às 20h, e aos sábados e domingos das 8h às 17h
Jaraguá libera vacina contra a covid-19 para pessoas com 33 anos
Ver mais de Saúde