dengue
Saúde

Passa de 16 mil o número de casos confirmados de dengue neste ano na microrregião

A informação é da Gerência Regional de Saúde

11 Jun 2024 - 09h23Por Janici Demetrio
Passa de 16 mil o número de casos confirmados de dengue neste ano na microrregião  - Crédito: Arquivo / Divulgação Governo de SC Crédito: Arquivo / Divulgação Governo de SC

A microrregião do Vale do Itapocu contabilizou até a última quinta-feira (6), 16.973 casos confirmados de dengue. A informação é da Gerência Regional de Saúde, com base no último Boletim Epidemiológico da Secretaria de Saúde do Estado.

Jaraguá do Sul continua com o maior número de confirmados: 14.279. Barra Velha vem em seguida com 1.771 casos. Guaramirim aparece em terceiro no número de confirmados por dengue, com 483 casos. Corupá tem 205, Schroeder 152, Massaranduba 73 e São João do Itaperiú possui registrados dez casos. Com relação as mortes pela doença, Jaraguá do Sul já contabilizou 12 e Guaramirim uma. 

Cuidados
A Secretaria Municipal de Saúde reforça a importância dos cuidados nas residências, evitando locais propícios para a proliferação do mosquito. Lembrando que, nos períodos chuvosos a atenção deve ser ainda maior.

Atitudes simples ajudam a eliminar os criadouros do Aedes aegypti. Tais como:

- Guarde pneus e outros objetos que possam acumular água em locais secos e abrigados da chuva. Para maior prevenção, também é recomendado a realização de furos ou cortes para o escoamento de qualquer quantia de água que pare dentro do objeto;

- Mantenha ralos vedados ou higienizados esfregando uma vez por semana as laterais internas com uma esponja ou escova;

- Mantenha caixas e tambores de captação de água da chuva sempre vedados com tampa e tela e ainda realize higienização semanal com escova;

- Conserve a caixa d'água com a tampa completamente vedada e cubra o "ladrão" com tela.

- Coloque latas, tampas de garrafa, cascas de ovos e outras embalagens vazias em sacos plásticos bem fechados antes de descartá-los. Mantenha-os fora do alcance de animais até o recolhimento;

- Trate a água de piscinas com cloro e limpe-as uma vez por semana. Utilizar uma capa como cobertura não impede os focos do mosquito;

- Elimine os pratos embaixo dos vasos de plantas. As raízes das plantas não absorvem a água que fica nos pratinhos, e portanto, não possuem utilidade;

- Evite ter plantas aquáticas e opte por plantá-las na terra. Caso opte por mantê-las na água realize a troca da água duas vezes por semana higienizando o interior do vidro;

- Lave semanalmente com escova e sabão os potes de água dos animais domésticos;

- Mantenha as calhas para água da chuva desobstruídas realizando a limpezas de maneira periódica.

- Bromélias são plantas que acumulam muita água em seu interior e acabam tonando-se criadouro para o mosquito Aedes Aegypti, o controle de zoonoses orienta a substituição por outras espécies de plantas.

Vale ressaltar, ainda, que o uso diário e frequente de repelente é uma medida eficaz para evitar a picada do mosquito transmissor da dengue, chikungunya, zika vírus e febre amarela urbana.

Além disso, é essencial estar atento aos sintomas iniciais da dengue, que incluem dor muscular intensa, febre alta e dor atrás dos olhos. Caso esses sintomas se manifestem, é recomendável buscar atendimento médico o mais rápido possível, para que o profissional possa tomar as medidas adequadas.

Quer saber das notícias de Jaraguá do Sul e região? Participe dos nossos grupos do WhatsApp ou no Telegram

Sintonize, siga e curta a Rádio Jaraguá em todas as plataformas

Insta: @radiojaragua

Face: /fmjaragua

Site: www.diariodajaragua.com.br

Matérias Relacionadas

Saúde

Santa Catarina ultrapassa os cem casos de febre do maruim

Na região do Vale do Itapocu já são dez casos da doença
Santa Catarina ultrapassa os cem casos de febre do maruim
Saúde

Ortopedistas alertam para risco de queda de idosos; saiba como evitar

Dia Mundial de Prevenção de Quedas em Idosos é lembrado nesta segunda
Ortopedistas alertam para risco de queda de idosos; saiba como evitar
Saúde

Caropreso alerta para risco da baixa adesão à campanha de vacinação contra a pólio

"É algo que preocupa muito. Esse resultado é um desastre"
Caropreso alerta para risco da baixa adesão à campanha de vacinação contra a pólio
Geral

Hospital Jaraguá arrecada alimentos e materiais de higiene para o RS 

O objetivo é arrecadar donativos para apoiar as famílias afetadas pelas enchentes no Rio Grande do Sul, com foco especial nas crianças
Hospital Jaraguá arrecada alimentos e materiais de higiene para o RS 
Ver mais de Saúde