Unimed
Saúde

Pandemia amplia ações do Serviço Especializado em Abordagem Social

A ação conjunta com as duas secretarias iniciou em 22 de abril e, desde então, 32 pessoas em situação de rua foram abordadas, segundo o psicólogo Ricardo Michalak

15 Mai 2020 - 06h00Por Da Redação
Pandemia amplia ações do Serviço Especializado em Abordagem Social - Crédito: Divulgação / PMJS Crédito: Divulgação / PMJS

A pandemia de coronavírus ampliou as ações do Serviço Especializado em Abordagem Social, da Secretaria de Assistência Social, com a Secretaria de Saúde. A ação conjunta com as duas secretarias iniciou em 22 de abril e, desde então, 32 pessoas em situação de rua foram abordadas, segundo o psicólogo Ricardo Michalak. Nos primeiros quatro meses deste ano, foram 524 as abordagens de crianças, adolescentes e pessoas em situação de rua que utilizam estes espaços como moradia, obtenção de renda ou sobrevivência. Em 2019, de janeiro a dezembro, foram 1450.

A busca ocorre em locais de intensa circulação de pessoas, como praças, terminais de ônibus, trens e pontes, identificando a incidência de trabalho infantil ou exploração sexual. Além de assistente social, psicólogo e agente comunitário, uma técnica em enfermagem orienta sobre os riscos de contágio da Covid-19, a importância do isolamento e distanciamento social, ofertando máscaras e aferindo a temperatura.

Para a técnica em enfermagem Zelize Fernanda Schenekemberg, a união de esforços entre as duas secretarias oportuniza um espaço de construção de estratégias para a redução de riscos e danos. “Entendemos que o público atendido merece toda atenção, pois fogem da maneira habitual de enfrentar a vida, logo a resolutividade desses problemas nunca será simples”, diz.

De acordo com a gerente de Proteção Social Especial de Média Complexidade, Maria Andréia Stank, o momento atual é difícil e complexo para todos, em especial para os cidadãos que estão vivendo no espaço da rua, por isso as ações conjuntas entre as Secretarias de Assistência Social e Saúde são positivas e necessárias.

Realizado pelo Creas Baependi, o Serviço de Abordagem busca a resolução das necessidades imediatas das pessoas em situação de vulnerabilidade social, promovendo a inserção na rede de serviços socioassistenciais e das demais políticas públicas, visando garantia e efetivação dos direitos básicos dos cidadãos. Há o encaminhamento para órgãos públicos como INSS, SINE, Segurança Pública, Defensoria, obtenção de documentos e acesso ao mercado de trabalho, por exemplo.

A equipe também possibilita o acolhimento na Casa de Passagem e orienta sobre o acesso ao Auxílio Emergencial do Governo Federal. “Há uma preocupação especial com os usuários na tentativa do restabelecimento dos vínculos familiares e, quando possível, para a reinserção no mercado de trabalho. “Todos os procedimentos objetivam a independência, o autocuidado e a inclusão produtiva destes cidadãos”, explica Maria Andréia.

O Creas Baependi fica na Rua Bertha L. Kassner, 112, no bairro Vila Baependi. Os telefones são 3275-8750 e 99930-1247.


Quer ser o primeiro a saber das notícias de Jaraguá do Sul e Região? CLIQUE AQUI e receba direto no seu WhatsApp! 
 

Matérias Relacionadas

Saúde

Mulher de 21 anos morre vítima de covid em Jaraguá

Foram quatro mortes nas últimas 48 horas no município
Mulher de 21 anos morre vítima de covid em Jaraguá
Saúde

AstraZeneca: Gestantes e puérperas podem tomar D2 de outro imunizante

A preferência é que seja com a Pfizer. Na ausência da vacina deste fabricante, a Coronavac (Sinovac/Butantan) também poderá ser usada como segunda dose
AstraZeneca: Gestantes e puérperas podem tomar D2 de outro imunizante
Saúde

Jaraguá suspende vacinação contra a covid por falta de doses

Assim que receber novas doses município retomará a vacinação para primeira dose. A aplicação da segunda dose segue normalmente
Jaraguá suspende vacinação contra a covid por falta de doses
Saúde

Covid-19: número de regiões em risco gravíssimo cai para três em SC

As regiões da Foz do Rio Itajaí, Médio Vale do Itajaí e Nordeste permaneceram classificadas com o nível máximo de atenção
Covid-19: número de regiões em risco gravíssimo cai para três em SC
Ver mais de Saúde