Delivery Much
Santa Catarina

Nova aeronave reforçará o transporte aeromédico, em Santa Catarina

De acordo com o secretário de Estado da Saúde, Helton de Souza Zeferino, o reforço tem por objetivo aumentar a disponibilidade e a qualidade do serviço

27 Mai 2019 - 06h00Por Governo do Estado de Santa Catarina
Atuais aeronaves apresentam limitação quanto ao espaço interno - Crédito: CBMSC/DivulgaçãoAtuais aeronaves apresentam limitação quanto ao espaço interno - Crédito: CBMSC/Divulgação

Uma nova aeronave vai reforçar as operações aéreas do Samu e do Corpo de Bombeiros em Santa Catarina. O avião, que será locado pela secretaria de Estado da Saúde, ampliará e qualificará os atendimentos do Grupo de Resposta Aérea de Urgência (GRAU). De acordo com o secretário de Estado da Saúde, Helton de Souza Zeferino, o reforço tem por objetivo aumentar a disponibilidade e a qualidade do serviço.

“Queremos que o transporte seja mais humanizado, com a possibilidade de transportar um acompanhante, de modo que eles não precisem se deslocar horas pelas estradas com a angústia de desconhecer a situação do seu ente querido”, resume o secretário.

Outra melhoria com a nova aeronave será a possibilidade de transportar pacientes com doenças infecto-contagiosas, já que as condições de higienização serão aprimoradas: “Não precisaremos mais negar transporte a um paciente nessa condição", diz o Zeferino.

Benefícios em relação às aeronaves atuais

Atualmente, não há mais peças de reposição para a manutenção do Arcanjo-02, fabricado em 1981. Em relação ao Arcanjo-04, o ganho será principalmente em relação à velocidade de cruzeiro e ao espaço interno, atualmente uma limitação para para a acomodar tripulação, equipamentos médicos e o paciente.

“Com a mudança, será possível, por exemplo, transportar um bebê recém-nascido ao lado da mãe, ou então transportar um paciente com um acompanhante, além de oferecer melhores condições para a equipe de saúde atuar em caso de intercorrência a bordo”, explica o coordenador Médico do Grupo de Resposta Aérea de Urgência, Bruno Quércia Barros.

Por causa das dificuldades com a manutenção, o Arcanjo-02, que já tem 38 anos de uso, não será mais usado para o transporte de pacientes. O Arcanjo-04, fabricado em 2001, permanece na frota, executando atividades administrativas e operacionais do Corpo de Bombeiros Militar, podendo ser uma alternativa quando a nova aeronave estiver em atendimento.

As aeronaves de asa fixa, ao contrário dos helicópteros, são utilizadas apenas em situações em que não há urgência para o transporte, ou seja, quando o paciente está estabilizado.

De acordo com o piloto e capitão do CBMSC Anderson Ciotta, o novo Arcanjo poderá cruzar o estado do litoral ao Oeste em aproximadamente uma hora e meia. “É um ganho significativo em tempo resposta. Além disso, a aeronave será equipada com radar meteorológico, piloto automático e os mais modernos equipamentos de navegação aérea. Vai trazer muito mais conforto e segurança para a equipe e pacientes”, explica Ciotta.

O processo licitatório para a locação do novo avião está sendo elaborado pela secretaria de Estado da Saúde.


Quer ser o primeiro a saber das notícias de Jaraguá do Sul e Região? CLIQUE AQUI e receba direto no seu WhatsApp!

Premix Concreto

Matérias Relacionadas

Saúde

Santa Catarina recebe mais 21,6 mil vacinas CoronaVac

Com isso, já são 212 mil doses entregues ao estado
Saúde

Inicia distribuição das doses da vacina Oxford-AstraZeneca para municípios catarinenses

A quantidade que cada município vai receber está sendo definida pela Secretaria de Estado da Saúde
Inicia distribuição das doses da vacina Oxford-AstraZeneca para municípios catarinenses
Saúde

Covid-19: mortes ultrapassam 217 mil e casos somam 8,8 milhões no país

Boletim aponta 7,6 milhões de pacientes recuperados
Covid-19: mortes ultrapassam 217 mil e casos somam 8,8 milhões no país
Saúde

Fiocruz negocia mais 15 milhões de doses de vacina da AstraZeneca

Laboratório quer garantir imunização antes da chegada de matéria prima
Fiocruz negocia mais 15 milhões de doses de vacina da AstraZeneca
Ver mais de Saúde