Delivery Much
Saúde

Jaraguá lança campanha alusiva ao Dia Mundial da Luta contra a Aids

Devido à pandemia, iniciativa terá formato de vídeo para ser divulgado em redes sociais e terá público mais jovem como foco principal

01 Dez 2020 - 15h00Por Janici Demetrio
Jaraguá lança campanha alusiva ao Dia Mundial da Luta contra a Aids - Crédito: Divulgação Crédito: Divulgação

Em alusão ao Dia Mundial de Luta Contra a Aids, celebrado em 1º de Dezembro, a Secretaria Municipal de Saúde de Jaraguá do Sul irá lançar uma campanha no formato de um vídeo que será divulgado em redes sociais tendo como foco principal a prevenção contra essa doença. De acordo com a supervisora do Serviço de Atenção Especializada em HIV/Aids e Hepatites Virais (SAE) e do Centro de Testagem e Aconselhamento (CAT) da Diretoria de Vigilância em Saúde, Leníria de Cássia Menel, a escolha de uma campanha em redes sociais se deu pelo fato do alcance de divulgação, principalmente entre a população mais jovem que é mais atingida pelo HIV e considerada prioritária para as ações de prevenção. Além disso, pela questão da pandemia da Covid-19 que impossibilitou iniciativas que pudessem ocasionar aglomeração de pessoas. O objetivo é que as pessoas que tenham acesso ao vídeo reflitam, sejam sensibilizadas e compartilhem a informação.

"As pessoas que vivem com HIV ou Aids em Jaraguá do Sul, têm assistência ao tratamento realizado no Serviço de Atenção Especializada em HIV/Aids e Hepatites Virais (SAE) que também atende quem reside em Guaramirim, Corupá, Schroeder e Massaranduba", destaca Leníria. O serviço conta uma equipe formada por enfermeira, recepcionista, médico infectologista, médica pediatra, técnica de enfermagem, psicóloga, assistente social e farmacêutica.

Atualmente o diagnóstico é realizado com o uso do Teste Rápido que está disponível em todas as Unidades de Saúde, hospitais e no CTA. Ao receber um diagnóstico de HIV o paciente é acolhido pela psicóloga e orientado sobre os próximos passos para o seu tratamento, como exames laboratoriais, consultas de enfermagem e com médico, dispensação de medicação pela farmacêutica, questões de garantia de direitos com assistente social e demais encaminhamento que fizerem necessários.

O CTA também conta com equipe e espaços próprios sendo responsável pelas ações de prevenção às Infecções Sexualmente Transmissíveis (IST) , ao HIV e Hepatites Virais. Como estratégia de prevenção, o centro incentiva e realiza a testagem, ações como palestras e oficinas, fornece insumos como preservativos masculinos e femininos para empresas, casas noturnas, comunidades terapêuticas, Unidades de Saúde, abrigos e escolas.

HIV e Aids – De acordo com a supervisora do SAE/CTA ter o HIV não é a mesma coisa que ter Aids. "É possível viver muitos anos com o HIV sem apresentar sintomas e sem desenvolver a doença, que é a Aids. Mesmo não estando doente, a pessoa infectada pode transmitir o vírus a outras pessoas pelas relações sexuais desprotegidas, pelo compartilhamento de seringas contaminadas ou de mãe para filho durante a gravidez e a amamentação, quando não tomam as devidas medidas de prevenção. Por isso, é sempre importante fazer o teste e se proteger em todas as situações, ponderou Leníria.

Antes do ano de 2014 somente os casos de Aids em Jaraguá do Sul eram de notificação compulsória, a partir daquele ano, passam também a ser notificados os casos de HIV. Segundo a supervisão do SAE/CTA foi considerável nos últimos anos a ampliação da testagem rápida para HIV no município, com a realização de ações de testagem rápida em praças, empresas, escolas técnicas e faculdades, capacitação dos profissionais da saúde, a organização da logística da distribuição dos testes rápidos.

Muitas mudanças aconteceram depois de mais de 30 anos como a evolução do tratamento dessa doença. Novas tecnologias disponíveis para a prevenção mas, apesar de todas as descobertas e evoluções, duas grandes dificuldades a serem enfrentadas continuam sendo o estigma e o preconceito. "Infelizmente isso ainda impede que pessoas que vivem bem e saudáveis com o HIV consigam falar para os amigos, colegas de trabalho ou na própria família sobre sua condição. Muitos ainda não sabem que uma pessoa que descobre o HIV e que faz o tratamento adequadamente pode ter uma vida saudável, continuar a trabalhar, namorar, planejar e viver como grande parte das pessoas", ponderou a supervisora.


 

 

O que é Aids? Sigla em inglês para a Síndrome da Imunodeficiência Adquirida (Acquired Immunodeficiency Syndrome), é uma doença do sistema imunológico humano resultante da infecção pelo vírus HIV

O que é HIV? HIV é a sigla em inglês do vírus da imunodeficiência humana. Causador da aids, ataca o sistema imunológico, responsável por defender o organismo de doenças.

Como transmite

Transmissão sexual: relação sexual sem uso de preservativo;

Transmissão por contato com sangue, por meio de compartilhamento de seringas, agulhas, lâminas de barbear, alicates de unha e outros objetos que furam ou cortam;

Transmissão vertical (da mãe para o bebê): pode ocorrer durante a gravidez, parto ou amamentação.

A transmissão por meio de transfusão de sangue ou hemoderivados, muito comum no passado é atualmente considerada rara. Isso se dá pelo fato de atualmente haver um maior controle, com a melhoria das tecnologias de triagem de doadores e sistemas de controle de qualidade mais eficientes.

Como não transmite

Beijo no rosto ou na boca;

Suor e lágrima;

Picada de inseto;

Aperto de mão ou abraço;

Sabonete/toalha/lençóis;

Talheres/copos;

Assento de ônibus;

Piscina;

Banheiro;

Doação de sangue;

Pelo ar.

Tratamento: Desde 1996, o Brasil distribui gratuitamente pelo SUS (Sistema Único de Saúde) todos os medicamentos antirretrovirais e, desde 2013, o SUS garante tratamento para todas as pessoas vivendo com HIV (PVHIV), independentemente da carga viral.

Também pode-se dizer que o tratamento pode ser usado como uma forma de prevenção muito eficaz para pessoas vivendo com HIV, evitando, assim, a transmissão do HIV por via sexual.
 

Premix Concreto

Matérias Relacionadas

Saúde

Confira nova matriz de risco para covid-19 em SC

Pela nova classificação, oito regiões do estado se encontram em nível gravíssimo (cor vermelha), sete regiões em nível grave (cor laranja) e uma região com nível alto (cor Amarela)
Saúde

Tire suas dúvidas sobre a vacinação contra a Covid-19 em SC

Tire suas dúvidas sobre a vacinação contra a Covid-19 em SC
Saúde

Microrregião já recebeu 3,2 mil doses da vacina contra a covid-19 

Microrregião já recebeu 3,2 mil doses da vacina contra a covid-19 
Saúde

Jaraguá recebe 1.020 doses da vacina de Oxford-AstraZeneca

Ao todo, município recebeu 2.392 doses da vacina divididas em três lotes; dois lotes da CoronaVac e um lote da vacina de Oxford
Jaraguá recebe 1.020 doses da vacina de Oxford-AstraZeneca
Ver mais de Saúde