Unimed
Saúde

Jaraguá e região saem do risco gravíssimo para covid-19

A maior preocupação permanece sendo a capacidade de atenção, o que avalia a taxa de ocupação de UTIs no Estado. Todas as regiões do Estado foram avaliadas com risco máximo (nota 4)

07 Jun 2021 - 05h35Por Janici Demetrio
Jaraguá e região saem do risco gravíssimo para covid-19 - Crédito: Arquivo / Divulgação Crédito: Arquivo / Divulgação

A Secretaria de Estado da Saúde (SES) divulgou no sábado (5) a Matriz de Risco Potencial e indicou melhora da semana passada para esta. Além da região da Grande Florianópolis, que se manteve no patamar grave (cor Laranja), a região Nordeste e a do Médio Vale do Itajaí também melhoraram índices e saíram da situação gravíssima (cor vermelha) para a grave. As demais 13 regiões de saúde permanecem no nível gravíssimo para transmissão da Covid-19.

A maior preocupação permanece sendo a capacidade de atenção, o que avalia a taxa de ocupação de UTIs no Estado. Todas as regiões do Estado foram avaliadas com risco máximo (nota 4). As maiores variações são notadas no índice de transmissibilidade (variação do número de casos), que está na cor laranja em 14 regiões. As regiões com maior risco de transmissão são Xanxerê e Oeste de Santa Catarina, onde inclusive foi registrada a pior nota de avaliação.

Tanto Grande Florianópolis quanto o Médio Vale do Itajaí demonstraram um diferencial no comparativo com outras regiões, na avaliação da semana: a do índice de monitoramento (o número de exames RT-PCR processados pelo Lacen). As duas regiões estão com nota alta (cor amarela), ao passo que as outras variam entre risco gravíssimo e grave.

Matérias Relacionadas

Saúde

Saúde distribui mais 10 milhões de vacinas para todo o país

A entrega de todos os lotes deve ser finalizada na quarta-feira (28)
Saúde distribui mais 10 milhões de vacinas para todo o país
Saúde

Mulher de 21 anos morre vítima de covid em Jaraguá

Foram quatro mortes nas últimas 48 horas no município
Mulher de 21 anos morre vítima de covid em Jaraguá
Saúde

AstraZeneca: Gestantes e puérperas podem tomar D2 de outro imunizante

A preferência é que seja com a Pfizer. Na ausência da vacina deste fabricante, a Coronavac (Sinovac/Butantan) também poderá ser usada como segunda dose
AstraZeneca: Gestantes e puérperas podem tomar D2 de outro imunizante
Saúde

Jaraguá suspende vacinação contra a covid por falta de doses

Assim que receber novas doses município retomará a vacinação para primeira dose. A aplicação da segunda dose segue normalmente
Jaraguá suspende vacinação contra a covid por falta de doses
Ver mais de Saúde