Unimed
Saúde

Jaraguá confirma segunda morte de macaco por febre amarela

Vigilância em Saúde declara alerta contra febre amarela e convoca quem não se vacinou

31 Jan 2020 - 15h30Por Da Redação
Jaraguá confirma segunda morte de macaco por febre amarela - Crédito: DIVULGAÇÃO/GOVERNO FEDERAL Crédito: DIVULGAÇÃO/GOVERNO FEDERAL

A Diretoria de Vigilância Epidemiológica de Jaraguá do Sul recebeu nesta sexta-feira, 31 de janeiro, resultado de exame do Lacen (Laboratório Central de Saúde Pública de Santa Catarina) que confirmou o segundo caso de morte de macaco por febre amarela no município. O animal foi encontrado sem vida no pátio de uma residência no bairro Rio da Luz, no mês de dezembro.  

Segundo o setor de Vigilância, desde o início deste ano já foram encontrados oito macacos mortos em Jaraguá do Sul, todos da espécie Bugio, justamente entre os bairros Rio Cerro e Rio da Luz, zona de mata. No entanto, em apenas três deles foi possível coletar amostras para envio ao Laboratório Central da Vigilância Epidemiológica do Estado, em Florianópolis. 

A supervisora de Controle de Zoonoses da Secretaria, Aline Cristiane Borba Monteiro, reforça que o óbito de macacos em determinada área é um dos principais indícios de circulação do vírus, servindo como um alerta. “Os macacos são como sentinelas para o sistema de vigilância em saúde. Daí, a importância de se preservar esses animais. A única forma de transmissão do vírus é pela picada de mosquitos. Não há transmissão diretamente a partir dos macacos”, esclarece Aline. 

Desde 2018, a Secretaria de Saúde de Jaraguá do Sul intensificou o trabalho de combate à febre amarela, doença que até então parecia erradicada no Brasil. Nas chamadas zonas da mata, técnicos da Secretaria foram de casa em casa para aplicar a vacina. Além disso, campanhas de divulgação, vacinação nos supermercados e horários especiais nos postos de saúde foram adotados.  

Entretanto, apesar de todos os esforços e campanhas realizadas, a estimativa é que cerca de 16 mil jaraguaenses ainda precisem se vacinar. O alerta é para que essas pessoas procurem um posto de saúde e verifiquem sua situação. Quem tem mais de 60 anos deve conversar com um médico ou enfermeiro antes de tomar a dose.


Quer ser o primeiro a saber das notícias de Jaraguá do Sul e Região? CLIQUE AQUI e receba direto no seu WhatsApp! 

Matérias Relacionadas

Saúde

Ministro da Saúde visita Hospital Santa Isabel em Blumenau

Marcelo Queiroga foi recebido pelo Diretor de Operações da instituição
Ministro da Saúde visita Hospital Santa Isabel em Blumenau
Saúde

Jaraguá suspende aplicação da primeira dose de vacina contra a covid

Assim que receber nova remessa de vacinas do Governo do Estado, a Secretaria Municipal de Saúde retomará o Plano Nacional de Imunização Contra a Covid-19, seguindo as orientações do Ministério da Saúde
Jaraguá suspende aplicação da primeira dose de vacina contra a covid
Saúde

SC ultrapassa 5 milhões de doses aplicadas contra a Covid-19

O total de pessoas completamente imunizadas em Santa Catarina já é maior do que o número dos que foram infectados, desde o início da pandemia
SC ultrapassa 5 milhões de doses aplicadas contra a Covid-19
Saúde

Jaraguá libera vacina contra a covid-19 para pessoas com 32 anos

Jaraguá libera vacina contra a covid-19 para pessoas com 32 anos
Ver mais de Saúde