Saúde

Estados Unidos podem ter 200 mil mortos por coronavírus

Alerta é do diretor do Instituto Nacional de Doenças Infecciosas

30 Mar 2020 - 08h11Por Agência Brasil

As mortes por coronavírus nos Estados Unidos podem chegar a duzentas mil com milhões de casos, alertou o principal especialista em doenças infecciosas do governo neste domingo (29), quando Nova York, Nova Orleans e outras grandes cidades pediram mais suprimentos médicos.

Anthony Fauci, diretor do Instituto Nacional de Alergia e Doenças Infecciosas, estimou que a pandemia poderia causar entre 100 mil e 200 mil mortes nos Estados Unidos.

Desde 2010, a gripe mata entre 12 mil e 61 mil norte-americanos por ano, de acordo com o Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC) dos EUA.

A epidemia de gripe de 1918/19 matou 675 mil nos Estados Unidos, segundo o CDC.

Agora, o número de mortes por coronavírus nos EUA chegou a 2.300 neste domingo, depois que as mortes no sábado mais que dobraram em relação ao nível de dois dias antes. 

Os Estados Unidos já registraram mais de 130 mil casos de covid-19, tornando-se o país com mais casos da doença no mundo.

Matérias Relacionadas

Saúde

Ministro da Saúde visita Hospital Santa Isabel em Blumenau

Marcelo Queiroga foi recebido pelo Diretor de Operações da instituição
Ministro da Saúde visita Hospital Santa Isabel em Blumenau
Saúde

Jaraguá suspende aplicação da primeira dose de vacina contra a covid

Assim que receber nova remessa de vacinas do Governo do Estado, a Secretaria Municipal de Saúde retomará o Plano Nacional de Imunização Contra a Covid-19, seguindo as orientações do Ministério da Saúde
Jaraguá suspende aplicação da primeira dose de vacina contra a covid
Saúde

SC ultrapassa 5 milhões de doses aplicadas contra a Covid-19

O total de pessoas completamente imunizadas em Santa Catarina já é maior do que o número dos que foram infectados, desde o início da pandemia
SC ultrapassa 5 milhões de doses aplicadas contra a Covid-19
Saúde

Jaraguá libera vacina contra a covid-19 para pessoas com 32 anos

Jaraguá libera vacina contra a covid-19 para pessoas com 32 anos
Ver mais de Saúde