Unimed
Saúde

Em Chapecó, governador e ministro da Saúde reafirmam parceria para enfrentamento de momento crítico

Entre as principais estratégias apontadas pelo ministro estão o reforço no atendimento primário, aos primeiros sintomas da doença; a oferta de leitos e a vacinação

05 Mar 2021 - 19h08Por Janici Demetrio
Em Chapecó, governador e ministro da Saúde reafirmam parceria para enfrentamento de momento crítico  - Crédito: Julio Cavalheiro / Secom Crédito: Julio Cavalheiro / Secom

O governador Carlos Moisés acompanhou na tarde desta sexta-feira, 5, a visita do ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, a Chapecó, no Oeste do Estado. Acompanhados do prefeito João Rodrigues, as autoridades visitaram a UPA da cidade, que tem pacientes internados com Covid-19, e em seguida se deslocaram para o Centro de Eventos Plínio Arlindo de Nes. 

Por conta da grave situação na região Oeste, o espaço foi adaptado e já está recebendo pacientes em leitos de enfermaria. Também estão sendo preparados outros 20 leitos semi-intensivos no local. Logo após as visitas, o governador e a comitiva ministerial participaram de uma reunião de trabalho com prefeitos da região. 

Nesta sexta-feira, o governador Carlos Moisés agradeceu aos profissionais de saúde que têm sido incansáveis na missão de salvar vidas, especialmente no momento de agravamento da doença no estado. Ele também destacou que é fundamental a manutenção das estruturas de enfrentamento que estão sendo criadas.

“Tudo o que avançarmos, tudo o que a gente construir, não pode ser desativado. Precisamos dessa estrutura operante, caso alguma outra região também necessite, seja para os casos de Covid-19 ou que demandem o atendimento de alta complexidade”, frisou Carlos Moisés.

Em seu discurso, o ministro Eduardo Pazuello destacou a forma organizada como o trabalho de enfrentamento ao aumento dos casos de Covid-19 está sendo conduzido em Santa Catarina.

“O estado tem energia, estrutura e capacidade para vencer este momento crítico. O ministério está à disposição para contribuir no que for preciso”, afirma Pazuello.

Entre as principais estratégias apontadas pelo ministro para o enfrentamento da pandemia estão o reforço no atendimento primário nas Unidades Básicas de Saúde (UBS), aos primeiros sintomas da doença; a oferta de leitos e a vacinação. Eduardo Pazuello informou que já foram distribuídas 17,5 milhões de doses no Brasil e que a perspectiva é aumentar a produção e consequente envio de doses aos estados e municípios.

O ministro reforçou que a prioridade é atender os grupos prioritários do Plano Nacional de Imunização, garantindo o acesso de todos os brasileiros à vacina.

Para o secretário de Estado da Saúde, André Motta Ribeiro, o momento exige esforço coletivo.

“Não estamos medindo esforços para fazer tudo o que for preciso para trazer, dentro do possível, saúde e segurança a todos. A vida não tem preço e o cidadão precisa fazer sua parte, cumprindo as medidas sanitárias estabelecidas pelas autoridades de saúde”, reforça.

Secretário continua agenda no Oeste no sábado
O secretário André Motta Ribeiro segue no Oeste neste sábado. Pela manhã, ele estará nas cidades de Concórdia e Joaçaba, onde se encontra com autoridades municipais para tratar das ações de enfrentamento da pandemia.

Premix Concreto

Matérias Relacionadas

Saúde

Mulher de 31 anos morre vítima de covid-19 em Jaraguá

Vítima não tinha comorbidades, segundo a Secretaria de Saúde
Mulher de 31 anos morre vítima de covid-19 em Jaraguá
Saúde

Guaramirim terá aplicação da segunda dose contra a covid-19 no sábado (24)

Será preciso apresentar documento de identificação com foto e a carteira de vacinação para que a imunização seja devidamente registrada
Guaramirim terá aplicação da segunda dose contra a covid-19 no sábado (24)
Saúde

Hospital Santo Antônio passa por obras de melhorias

Hospital Santo Antônio passa por obras de melhorias
Geral

Entra em vigor lei do teste de paternidade em parentes de suposto pai

O teste em parentes consanguíneos poderá ser autorizado por um juiz
Ver mais de Saúde