transito
POLÍTICA

Tribunal mantém condenação de ex-prefeito de Marília por dívidas

25 Fev 2019 - 23h07Por Marina Dayrell

Os desembargadores da 11ª Câmara de Direito Público do Tribunal de Justiça do Estado decidiram manter a sentença da 3ª Vara Cível de Marília (SP) que condenou o ex-prefeito Mário Bulgareli por improbidade administrativa.

O Tribunal impôs a Bulgareli perda da função pública, suspensão dos direitos políticos por três anos e pagamento de multa no valor de duas vezes a remuneração do cargo de prefeito à época dos fatos, além da proibição de contratar com o Poder Público ou receber benefícios, investimentos fiscais ou creditícios, direta ou indiretamente, ainda que por intermédio de pessoa jurídica da qual seja sócio majoritário, também pelo prazo de três anos.

A ação foi ajuizada pelo Ministério Público do Estado sob a alegação de que, em 2008, seu último ano de mandato, Bulgareli teria contraído dívidas que não podiam ser cumpridas integralmente naquele exercício financeiro.

Segundo a Promotoria, o então prefeito também teria aberto créditos adicionais no valor de R$ 24.644.846,25 sem recursos disponíveis.

Em sua decisão, o desembargador Arioldo Viotti afirmou que as provas produzidas nos autos "caracterizam o dolo de Bulgareli" e negou provimento ao recurso.

"Houve, assim, deliberada violação à Lei da Responsabilidade Fiscal e à Lei Orçamentária, achando-se configurado ato de improbidade administrativa tipificado no artigo 11, "caput", da Lei de Improbidade Administrativa", afirma o magistrado.

"O comportamento apurado demonstrou dolo e descaso pelo cumprimento da lei, não sendo caso de abrandamento das penas", decidiu Arioldo Viotti.

COM A PALAVRA, A DEFESA
A reportagem entrou em contato com a defesa de Mário Bulgareli, mas não obteve retorno. O espaço está aberto para manifestação.

Matérias Relacionadas

Política

Lunelli cobra instalação de equipamentos na Escola Professor Lino Floriani

Unidade atende quase 700 estudantes, que aguardam para usar os kits na rotina escolar
Lunelli cobra instalação de equipamentos na Escola Professor Lino Floriani
Política

Modal ferroviário é tema de debate na Assembleia Legislativa de Santa Catarina

Encontro foi proposto pelo deputado Antídio Lunelli, presidente da Comissão de Transportes e Desenvolvimento Urbano da Alesc
Modal ferroviário é tema de debate na Assembleia Legislativa de Santa Catarina
Saúde

Comissão de Saúde da Alesc aprova projetos que asseguram direitos à pessoa com autismo

Ambos os projetos são de autoria do deputado Vicente Caropreso (PSDB)
Comissão de Saúde da Alesc aprova projetos que asseguram direitos à pessoa com autismo
Política

Governo do Estado autoriza contratação do Plano Estadual de Logística de Transporte

O deputado estadual Antídio Lunelli, que também preside a Comissão de Transportes e Desenvolvimento Urbano da ALESC, esteve no evento, parabenizou o governo pela iniciativa e disse que a medida é essencial para desafogar
Governo do Estado autoriza contratação do Plano Estadual de Logística de Transporte
Ver mais de Política