Política

Tribunal de Justiça mantém Ivo e Fedra Konell nos cargos

14 Dez 2012 - 19h12

O Tribunal de Justiça de Santa Catarina decidiu por unanimidade conceder o pedido de suspensão temporária da sentença proferida pela juíza da Vara da Fazenda de Jaraguá do Sul, Candida Inês Zoellner Brugnoli. Na semana passada, ela condenou a prefeita Cecilia Konell a perda dos direitos políticos pelo prazo de cinco anos por improbidade administrativa pela prática de nepotismo. Na ação, pediu o afastamento imediato do marido Ivo Konell do cargo de secretário de administração e a filha a Fedra Luciana Konell Ancântara da Silva, da função de chefe de gabinete. No entanto, os advogados de Cecília entraram com agravo de instrumento no TJSC, que foi favorável a ela, garantindo a permanência dos familiares na Prefeitura. No entanto, as perdas de direitos políticos ficam mantidas: a prefeita e o marido sem diretos políticos por cinco anos e a filha Fedra, por três anos.