POLÍTICA

Santos Cruz participa no Quênia de reunião da ONU sobre missões de paz

22 Fev 2019 - 17h38Por Felipe Frazão

Ministro da Secretaria de Governo da Presidência da República, o general de Exército da reserva Carlos Alberto dos Santos Cruz, viaja nesta sexta-feira, 22, ao Quênia, na África, onde participará de uma reunião da Organização das Nações Unidas (ONU) sobre missões de paz.

Um dos principais conselheiros do presidente Jair Bolsonaro, ele retorna ao Brasil na quinta-feira que vem. O afastamento ocorre enquanto o governo tenta se articular para aprovar a reforma da Previdência e superar uma crise política provocada pela demissão do ex-ministro da Secretaria-Geral Gustavo Bebianno.

No plano internacional, coincide com a tensão na fronteira com a Venezuela, por causa do bloqueio unilateral por militares fiéis ao regime bolivariano do presidente Nicolás Maduro, não reconhecido pelo Brasil. Santos Cruz vai a uma conferência sobre treinamento de comandantes para missões de paz das Nações Unidas, entidade que já foi alvo de críticas do presidente Jair Bolsonaro e da qual o governo brasileiro se afastou - o País deixou o Pacto de Migração da ONU.

O ministro é considerado um dos maiores especialistas no mundo sobre o assunto. O general Santos Cruz foi comandante das missões militares Minustah, no Haiti, e Monusco, na República Democrática do Congo. É de autoria de Santos Cruz o relatório padrão da ONU sobre as missões de paz, elaborado em dezembro de 2017 para orientar e avaliar as ações militares. O documento foi encomendado por causa de mortes dos "capacetes-azuis", militares que atuam em nome das Nações Unidas em países em conflito.

O chamado "Cruz report" surge a partir de entrevistas com militares sobre aumento das mortes - foram 195 óbitos de capacetes-azuis entre 2013 e 2017, a ampla maioria na África. Santos Cruz propõe mudanças nas missões e alerta que as mortes, acima do aceitável, tendem a se elevar nos próximos anos.

Premix Concreto

Matérias Relacionadas

Política

Com absolvição, Moisés volta ao governo de SC

Por 6 votos a 4, o governador Carlos Moisés da Silva (PSL) foi absolvido da acusação de crime de responsabilidade na compra dos 200 respiradores não entregues pela empresa Veigamed.
Com absolvição, Moisés volta ao governo de SC
Política

Jaraguá do Sul e Guaramirim voltam a tratar da ponte da Zanotti

Prefeitos se reuniram nesta semana e querem definir melhor solução nos próximos 30 dias.
Jaraguá do Sul e Guaramirim voltam a tratar da ponte da Zanotti
Economia

Governo do Estado institui o Auxílio Catarina

Benefício emergencial será destinado a mais de 60 mil famílias em situação de vulnerabilidade social e econômica no estado
Governo do Estado institui o Auxílio Catarina
Política

Lunelli participa de encontro regional do MDB

Em Jaraguá do Sul, o encontro acontece hoje às 19h
Lunelli participa de encontro regional do MDB
Ver mais de Política