Joaçaba Pneus
POLÍTICA

Relator, Marco Aurélio vota para Justiça Eleitoral julgar crimes comuns

13 Mar 2019 - 17h40Por Amanda Pupo e Breno Pires

O ministro Marco Aurélio Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF), votou nesta quarta-feira, 13, para que a Justiça Eleitoral julgue crimes como corrupção e lavagem de dinheiro quando há conexão com delitos eleitorais, como caixa dois. A Procuradoria-Geral da República (PGR) defende que haja divisão, ou seja, que crimes comuns, como corrupção e lavagem, sejam julgados pela Justiça Federal, mesmo que estejam relacionados a fatos eleitorais.

Relator, Marco Aurélio foi o primeiro a votar no plenário, composto por 11 ministros. A posição do ministro já era conhecida dentro da Corte. Mello é um dos 5 ministros adeptos da teoria de que os casos em que há investigação de caixa dois, mesmo se envolverem corrupção e lavagem de dinheiro, devem ser julgados na Justiça Eleitoral. Com esse entendimento, a Segunda Turma já enviou casos de pelo menos 21 pessoas para a Justiça Eleitoral

No momento, quem vota é o ministro Alexandre de Moraes. O julgamento é considerado vital pela Operação Lava Jato. O principal argumento dos procuradores é o de que a Justiça Eleitoral não tem a estrutura adequada para processar crimes complexos como corrupção e lavagem.

Matérias Relacionadas

Geral

Organizadores divulgam Festival de Cinema na Câmara 

O Festival conta com mostras competitivas de várias categorias como curta metragem, longa metragem, tanto em documentário quanto ficcional ou animação.
Política

Ida para novo partido está "bastante avançada", diz Bolsonaro

Expectativa é de que o presidente se filie ao Patriota
Ida para novo partido está "bastante avançada", diz Bolsonaro
Política

Começam as obras de recuperação dos acessos a "ponte baixa", em Corupá

Durante a execução dos trabalhos, que durarão aproximadamente 30 dias, o trânsito estará interrompido nos dois sentidos, entre as 8h e às 17h.  
Começam as obras de recuperação dos acessos a "ponte baixa", em Corupá
Política

Por pautas em conjunto, vereadoras do Vale do Itapocu fazem reunião

O objetivo do encontro foi o de aproximar as parlamentares da região em busca de formar um colegiado de vereadoras da Associação de Câmaras de Vereadores do Vale do Itapocu (Avevi) para trocar experiências
Por pautas em conjunto, vereadoras do Vale do Itapocu fazem reunião
Ver mais de Política