Caraguá
Caraguá
Política

Programa de Cooperação e Código Sinal Vermelho é aprovado em Jaraguá

O Programa já foi instituído e ganhou lei em diversos municípios e estados brasileiros através da proposta do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e da Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB)

01 Dez 2021 - 11h22Por Janici Demetrio
Programa de Cooperação e Código Sinal Vermelho é aprovado em Jaraguá  - Crédito: Divulgação Crédito: Divulgação

O município de Jaraguá do Sul ganha mais uma lei para defesa, prevenção e combate à violência contra as mulheres. Na terça-feira (30), a Câmara de Vereadores aprovou o projeto de lei n° 309/2021 que cria o Programa de Cooperação e Código Sinal Vermelho, visando atender e ajudar as vítimas de violência doméstica. A matéria é de autoria das vereadoras Nina Santin Camello (Progressistas) e Sirley Schappo (Novo) e dos vereadores Anderson Kassner (Progressistas) e Jair Pedri (PSD). 

O projeto estabelece que os profissionais que trabalham como atendentes em farmácias, repartições públicas, portarias de condomínios, hotéis, supermercados ou quaisquer estabelecimentos comerciais devem ligar imediatamente para o número de emergência da Polícia Militar, o 190, assim que notar o código de pedido de socorro feito pela vítima, um “X” vermelho na palma da mão, ou escutar as palavras “código vermelho”. O texto do PL ainda diz que a vítima deverá ser conduzida de forma sigilosa para um local reservado do estabelecimento e lá aguardar a chegada da PM. 

O Programa já foi instituído e ganhou lei em diversos municípios e estados brasileiros através da proposta do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e da Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB), que lançaram a campanha em junho de 2020, durante a pandemia de Covid-19, quando os números de casos de agressões dentro dos lares subiram acentuadamente. 

A iniciativa ainda propõe que o Executivo Municipal promova ações e campanhas para a integração e cooperação com o Poder Judiciário, o Ministério Público, Defensoria Pública, órgãos de segurança pública, AMB, CNJ, associações nacionais e internacionais, representantes ou entidades representativas do comércio para a promoção do Programa e o combate à violência doméstica. A Prefeitura também estará autorizada a disponibilizar em seu portal na internet a relação de estabelecimentos participantes, informando os locais onde as mulheres podem pedir ajuda. 

Sirley Schappo lembrou que ainda há pessoas que acreditam que se o assunto violência doméstica fosse menos comentado seria melhor para a sociedade.

“Mas não. É melhor falar mais, pois quanto mais se fala em um assunto, mais chances a gente tem de conscientizar mais pessoas sobre aquele tema para que não aconteça mais violência contra a mulher, para que não aconteça homofobia, para que não aconteça racismo, para que não aconteça nenhuma forma de preconceito”, afirmou.

A parlamentar também destacou que não há somente a violência física, mas também a sexual, a moral, a psicológica e a financeira. Ela frisou que 24% da população feminina no Brasil sofre algum tipo de violência, ou seja, 17 milhões de mulheres.

“E dessas, 35 % sofrem violência semanalmente e 45% sofrem diariamente”, explanou. 

Sirley ainda alertou sobre a dificuldade que as vítimas têm de se libertar do ciclo de agressões, já que não é tão simples interrompê-lo, e é por isso que elas precisam de ajuda. 

“É por isso que é importante termos a representação feminina na Câmara de Vereadores. Não que os homens não defendam, mas não é a mesma coisa. Vocês vivenciam isso e sentem isso”, salientou Kassner às vereadoras. 

“Lembrando que um simples sinal pode salvar vidas. Denuncie, não se cale, estamos com vocês”, declarou a vereadora Nina ao defender a proposta na tribuna do Legislativo. 

O projeto de lei foi aprovado pela unanimidade dos vereadores e agora precisa ser sancionado pelo prefeito Antídio Lunelli para entrar em vigor. 

Quer saber das notícias de Jaraguá do Sul e região? Participe dos nosso grupos do WhatsApp ou do Telegram! 

Caraguá

Matérias Relacionadas

Política

Em passagem por Jaraguá, presidente estadual do MDB confirma candidatura de Lunelli a governador

Confirmação veio após encontro com lideranças do partido.
Em passagem por Jaraguá, presidente estadual do MDB confirma candidatura de Lunelli a governador
Política

(Vídeo) Deputado catarinense se revolta com ICMS dos combustíveis

Deputado Ivan Naatz faz críticas a arrecadação recorde do Governo do Estado
(Vídeo) Deputado catarinense se revolta com ICMS dos combustíveis
Política

Presidente do Senado quer votar projeto sobre preço de combustíveis

O Congresso Nacional retorna do recesso no dia 2 de fevereiro.
Presidente do Senado quer votar projeto sobre preço de combustíveis
Política

Ex-vereador, Silvio Finardi, está sendo velado na Câmara de Guaramirim

Silvio estava lutando contra um câncer e faleceu neste domingo (09), aos 64 anos
Ex-vereador, Silvio Finardi, está sendo velado na Câmara de Guaramirim
Ver mais de Política