Política

Procuradora da Moralidade Pública decidirá se instaura ou não processo criminal contra a prefeita

15 Mar 2012 - 18h07

Na terça-feira desta semana, a subseção da Ordem dos Advogados do Brasil, de Jaraguá do Sul, entregou para procuradora da Moralidade Pública, do Ministério Público estadual, Vera Lucia Ferreira, uma representação que visa saber das implicações criminais que a prefeita Cecília Konell poderá ter por ter mantido na administração pública Ivo e Fedra Konell, contrariando a Constituição do Município. A presidente da Comissão de Moralidade Pública, Fernanda Klitzke, explica a ação.

[jwplayer mediaid="79336"]

A procuradora deve decidir se instaura ou não um processo criminal contra a prefeita dentro de 30 dias.

Premix Concreto

Matérias Relacionadas

Política

Projeto de lei define limites de bairros em Jaraguá do Sul

Segundo o secretário de Planejamento e Urbanismo, Eduardo Bertoldi, a proposta vai corrigir falhas no limite desses bairros que foram produzidas ao longo do tempo
Projeto de lei define limites de bairros em Jaraguá do Sul
Educação

R$ 7,3 milhões são aprovados para reforma da Albano Kanzler

O serviço vai ser realizado por empresa de engenharia que será conhecida através de licitação
R$ 7,3 milhões são aprovados para reforma da Albano Kanzler
Política

Deputado Chiodini garante emendas de R$ 2 milhões para Schroeder

De acordo com o prefeito Felipe Voigt, o montante vai ajudar a custear obra de pavimentação.
Deputado Chiodini garante emendas de R$ 2 milhões para Schroeder
Política

Caropreso apoia derrubada do veto ao projeto que destina recursos estaduais para BRs 

Na terça-feira (11), o deputado participou da reunião do governador Carlos Moisés sobre o tema com os líderes de bancada na Assembleia Legislativa
Caropreso apoia derrubada do veto ao projeto que destina recursos estaduais para BRs 
Ver mais de Política