Imobiliária Coralli
Política

Procuradora da Moralidade Pública decidirá se instaura ou não processo criminal contra a prefeita

15 Mar 2012 - 18h07

Na terça-feira desta semana, a subseção da Ordem dos Advogados do Brasil, de Jaraguá do Sul, entregou para procuradora da Moralidade Pública, do Ministério Público estadual, Vera Lucia Ferreira, uma representação que visa saber das implicações criminais que a prefeita Cecília Konell poderá ter por ter mantido na administração pública Ivo e Fedra Konell, contrariando a Constituição do Município. A presidente da Comissão de Moralidade Pública, Fernanda Klitzke, explica a ação.

[jwplayer mediaid="79336"]

A procuradora deve decidir se instaura ou não um processo criminal contra a prefeita dentro de 30 dias.

Matérias Relacionadas

Política

Governo do Estado emite nota sobre Operação Pleumon

Ação cumpriu mandados de busca e apreensão na Casa d’Agronômica e no Centro Administrativo.
Governo do Estado emite nota sobre Operação Pleumon
Política

Ministério Público cumpre mandado na casa do governador, em Florianópolis

O objetivo da operação é subsidiar o inquérito que apura fraudes na compra de respiradores para enfrentamento da pandemia da covid-19 no estado. O contrato sob suspeita movimentou R$ 33 milhões.
Política

Eleitor poderá justificar falta pelo celular

e-Título estará atualizado até as eleições para a justificativa
Eleitor poderá justificar falta pelo celular
Política

Saiba mais sobre o rito do julgamento no tribunal especial

O documento estabelece como será a sequência de trabalhos do tribunal formado por deputados e desembargadores que vai julgar Moisés e Daniela e poderá destituir governador e vice de seus cargos
Saiba mais sobre o rito do julgamento no tribunal especial
Ver mais de Política