Joaçaba Pneus
POLÍTICA

Prestes a deixar governo, Bebianno publica texto sobre lealdade em rede social

16 Fev 2019 - 13h57Por Julia Lindner

Após desavenças com o presidente Jair Bolsonaro e a eminente saída do governo, o ministro da Secretaria-Geral, Gustavo Bebianno, publicou um texto sobre "lealdade" nas redes sociais na madrugada deste sábado, 16. "Quando perdemos por ser leal, mantemos viva a honra. Saímos de qualquer lugar com a cabeça erguida ao carregar no coração a lealdade", diz um trecho.

O texto, atribuído ao escritor brasileiro Edgard Abbehusen, também diz que "a lealdade é um gesto bonito das boas amizades" e "só consegue ser amigo, quem aprende a ser leal".

Bebianno compartilhou o texto no Instagram. Na rede social, ele possui uma foto ao lado de Bolsonaro como imagem de perfil. O ministro é conhecido por ter sido um dos primeiros a atuar pela pré-candidatura de Bolsonaro à Presidência e foi seu braço-direito na campanha.

No ano passado, assumiu interinamente a presidência do PSL para ajudar Bolsonaro. Agora, é acusado de ter participação no uso de candidaturas laranjas no PSL em Pernambuco. Ele nega.

Na sexta, depois de dois dias na "geladeira", o ministro foi recebido pelo presidente Jair Bolsonaro, mas sua permanência no cargo ainda é incerta e a expectativa é de que ele deixe o cargo até segunda-feira. A reunião foi descrita como "ríspida". Bolsonaro acusa Bebianno de atuar por interesses próprios e contra o governo.

Na sexta, horas antes do encontro com o presidente, Bebianno se reuniu com os ministros Onyx Lorenzoni (Casa Civil) e Santos Cruz (Secretaria de Governo), quando foi avisado de que seria mantido no cargo. Bolsonaro havia cedido às pressões de civis e militares de dentro e fora do governo.

A reviravolta ocorreu, segundo revelou a TV Record, quando o presidente tomou ciência de que Bebianno teria vazado áudios de duas conversas entre eles pelo WhatsApp com orientações de trabalho. O jornal O Estado de S. Paulo confirmou a versão com um auxiliar do ministro. Seria o troco no vereador Carlos Bolsonaro (PSC-RJ), filho do presidente, por ele ter publicado no Twitter mensagem de voz com o presidente negando uma afirmação do ministro.

Matérias Relacionadas

Geral

Organizadores divulgam Festival de Cinema na Câmara 

O Festival conta com mostras competitivas de várias categorias como curta metragem, longa metragem, tanto em documentário quanto ficcional ou animação.
Política

Ida para novo partido está "bastante avançada", diz Bolsonaro

Expectativa é de que o presidente se filie ao Patriota
Ida para novo partido está "bastante avançada", diz Bolsonaro
Política

Começam as obras de recuperação dos acessos a "ponte baixa", em Corupá

Durante a execução dos trabalhos, que durarão aproximadamente 30 dias, o trânsito estará interrompido nos dois sentidos, entre as 8h e às 17h.  
Começam as obras de recuperação dos acessos a "ponte baixa", em Corupá
Política

Por pautas em conjunto, vereadoras do Vale do Itapocu fazem reunião

O objetivo do encontro foi o de aproximar as parlamentares da região em busca de formar um colegiado de vereadoras da Associação de Câmaras de Vereadores do Vale do Itapocu (Avevi) para trocar experiências
Por pautas em conjunto, vereadoras do Vale do Itapocu fazem reunião
Ver mais de Política