transito
Política

Prefeitura de Guaramirim confirma prisões após Operação Mensageiro

Esta é a 4ª fase da Operação Mensageiro, que apura suspeita de fraude em licitação, corrupção ativa e passiva, organização criminosa e lavagem de dinheiro no setor de coleta e destinação de lixo em diversas regiões de Santa Catarina

27 Abr 2023 - 09h57Por Janici Demetrio
Prefeitura de Guaramirim confirma prisões após Operação Mensageiro - Crédito: Ricardo Rabuske Crédito: Ricardo Rabuske

A Prefeitura de Guaramirim divulgou, através de nota, detalhes da força-tarefa da Operação Mensageiro, deflagrada na manhã desta quinta-feira (27). Foram cumpridos mandados de prisão contra o diretor da Águas de Guaramirim e a Secretária-Adjunta de Administração e Finanças, responsável pelo setor de licitações. Ainda, foram cumpridos novamente mandados de busca e apreensão. 

Ainda conforme a nota, o prefeito está fora do país desde o dia 19, em viagem familiar para acompanhar a formatura do filho em uma universidade da Inglaterra. 

A Prefeitura finaliza a nota afirmando “seu compromisso com a transparência e reitera que entregou toda a documentação solicitada, estando à inteira disposição da justiça para demais esclarecimentos”.

Esta é a 4ª fase da Operação Mensageiro, que apura suspeita de fraude em licitação, corrupção ativa e passiva, organização criminosa e lavagem de dinheiro no setor de coleta e destinação de lixo em diversas regiões de Santa Catarina.

As novas ordens judiciais expedidas pelo TJSC são referentes aos municípios de Imaruí, Presidente Getúlio, Três Barras, Gravatal, Guaramirim, Schroeder, Ibirama, Major Vieira, Corupá, Bela Vista do Toldo, Braço do Norte, Massaranduba. Os mandados foram requeridos pelo MPSC após a análise dos depoimentos de testemunhas, dos investigados e das provas coletadas nas primeiras fases da Operação.

A operação também contou com importante apoio do GAECO do Ministério Público do Distrito Federal que localizou e efetuou a prisão de um dos investigados que estava em viagem à Capital do país.

A investigação está em curso há pouco mais de um ano pela Subprocuradoria-Geral de Justiça para Assuntos Jurídicos do MPSC, que atua, em conjunto com o GAECO e o GEAC, nas apurações de crimes funcionais de prefeitos. Ao todo, até agora, já foram cumpridos 196 mandados de busca e apreensão e 40 mandados de prisão preventiva. Esta 4ª fase da operação ainda corre em segredo de justiça, por determinação legal, mas, assim que houver a publicidade dos autos, novas informações poderão ser divulgadas.

Quer saber das notícias de Jaraguá do Sul e região? Participe dos nosso grupos do WhatsApp ou em nossa Comunidade e ainda no Telegram!

Matérias Relacionadas

Política

Deputada é cassada por pagar tratamento estético com dinheiro público

Cirurgião-dentista diz que recebeu R$ 9 mil pela harmonização facial
Deputada é cassada por pagar tratamento estético com dinheiro público
Política

Quatro prefeitos de SC são presos em operação contra corrupção

Santa Catarina tem 27 prefeitos presos em quatro anos
Quatro prefeitos de SC são presos em operação contra corrupção
Política

Municípios da região de Jaraguá do Sul vão receber R$ 2 milhões em emendas

 Os recursos são fruto de emendas impositivas do deputado Dr. Vicente Caropreso (PSDB) e já estão à disposição das prefeituras
Municípios da região de Jaraguá do Sul vão receber R$ 2 milhões em emendas
Política

Deputado Lunelli destaca ações do primeiro semestre no Legislativo 

Somente neste ano, o parlamentar destinou R$ 16,6 milhões em emendas para diferentes municípios catarinenses
Deputado Lunelli destaca ações do primeiro semestre no Legislativo 
Ver mais de Política