transito
POLÍTICA

Porta-voz: Bolsonaro defende manifestações pacíficas e não contra instituições

21 Mai 2019 - 21h27Por Amanda Pupo

O porta-voz da Presidência da República, Otávio Rêgo Barros, afirmou nesta terça-feira, 21, que o presidente Jair Bolsonaro não endossa pautas que pedem o fechamento do Congresso Nacional e do Supremo Tribunal Federal (STF), oriundas de grupos que participarão de atos pró-governo neste domingo, 26.

"O governo é democrático e entende a cooperação dos três Poderes para a elevação do nosso País", afirmou Rêgo Barros, dizendo também que não há participação do governo nos atos, e que eles não devem ser "contra grupos ou instituições". "Presidente gostaria de declarar que as manifestações têm sempre caráter livre e espontâneo, especialmente essa que estamos tratando, que deve ser pacífica, não sendo contra grupos ou instituições", disse.

O porta-voz confirmou que Bolsonaro não irá participar dos atos, e que o presidente orientou seus ministros para que também não estejam presentes nas manifestações de domingo. Apesar de afirmar que acredita ser fundamental a participação da sociedade em decisões políticas, o chefe do Executivo avalia que não é adequado mesclar a sua posição com os atos programados, comunicou Rêgo Barros. "Deixar claro o entendimento da importância, mas não quer colocar-se diretamente nesse contexto", explicou o porta-voz.

"Presidente defende liberdade de expressão, e acredita ser fundamental a participação da sociedade nas discussões e decisões políticas. Elas objetivam dar relevo aos projetos prioritários para a sociedade, dentre as quais a aprovação da nova Previdência, da lei anticrime e anticorrupção, a aprovação da medida provisória 870 (que reestruturou os ministérios), entre outras atividades", disse Rêgo Barros à imprensa.

Como mostrou o Estado, líderes ligados ao movimento evangélico e aos caminhoneiros endossam os atos em favor do presidente, mas evitam corroborar mensagens radicalizadas de grupos que pedem o fechamento do Congresso e do STF. O Clube Militar também fez uma convocação para os atos. O ato tem apoio de uma ala do PSL que inclui um dos filhos do presidente, o deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP).

Matérias Relacionadas

Política

Governo do Estado autoriza contratação do Plano Estadual de Logística de Transporte

O deputado estadual Antídio Lunelli, que também preside a Comissão de Transportes e Desenvolvimento Urbano da ALESC, esteve no evento, parabenizou o governo pela iniciativa e disse que a medida é essencial para desafogar
Governo do Estado autoriza contratação do Plano Estadual de Logística de Transporte
Política

STF extingue condenação por corrupção imposta a Dirceu na Lava Jato

De acordo com a decisão, o delito estava prescrito na data do recebimento da denúncia, o que invalida a condenação.
STF extingue condenação por corrupção imposta a Dirceu na Lava Jato
Política

Por unanimidade, TSE rejeita cassação de mandato de Sergio Moro

Para ministros, não há prova de uso irregular de recurso partidário
Por unanimidade, TSE rejeita cassação de mandato de Sergio Moro
Política

Prefeito e vice de São João do Itaperiú são denunciados pelo Ministério Público

Ambos foram presos na 5ª fase da Operação Mensageiro
Prefeito e vice de São João do Itaperiú são denunciados pelo Ministério Público
Ver mais de Política