Política

Peninha quer a unificação de mandatos políticos

Com aprovação da PEC as eleições passam a ser a cada quatro anos

11 Mar 2019 - 14h00Por Assessoria de Comunicação

O deputado Rogério Peninha Mendonça (MDB/SC) quer a unificação de mandatos eleitorais. O parlamentar está recolhendo assinaturas na Câmara dos Deputados para apresentar uma Proposta de Emenda à Constituição (PEC) que acaba com eleições a cada dois anos. Pelo texto, todos os políticos em mandato eletivo serão escolhidos em pleito único. 

Câmara de Vereadores de Jaraguá

“O período eleitoral é historicamente uma fase em que o país para. As obras públicas não têm andamento, os projetos ficam congelados. Isso sem falar no trabalho legislativo que é quase nulo. Não existe uma justificativa plausível para que tenhamos eleições a cada dois anos. Será absurdamente mais produtivo e barato aos cofres públicos se definirmos todos os líderes de uma só vez”, argumenta o autor. 

Um levantamento feito pelo Senado Federal, aponta que o Brasil tem as eleições mais caras do mundo. A campanha de 2018, por exemplo, custou aos cofres do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), aproximadamente R$ 889 milhões.

“Imagine só o sistema logístico que precisa ser criado para que as urnas eletrônicas cheguem a todos os estados, em cada canto do nosso país. A preparação da equipe, mesários, material, aluguel de espaços e de veículos. Com a unificação, os reflexos dessa economia já seriam sentidos no ano que vem, com o pleito de 2020 suspenso”, aponta Peninha. 

Para que a unificação seja consolidada, os mandatos de prefeitos, vice-prefeitos e vereadores precisarão ser prorrogados por dois anos. Assim, nas eleições de 2022, além de governadores, vice-governadores, deputados federais, estaduais e presidente, os cargos municipais também estarão na urna para a escolha dos eleitores. 


Quer ser o primeiro a saber das notícias de Jaraguá do Sul e Região? CLIQUE AQUI e receba direto no seu WhatsApp!

Premix Concreto

Matérias Relacionadas

Política

Bolsonaro: auxílio deve voltar em março, com parcelas de R$ 250

Benefício, segundo o presidente, deve ser pago por quatro meses
Bolsonaro: auxílio deve voltar em março, com parcelas de R$ 250
Política

Governo do Estado encaminha à Alesc projeto para recuperação fiscal

Política

Antídio Lunelli confirma intenção de concorrer ao governo de SC

Lunelli disse à Rádio Jaraguá que recebeu convite de vários partidos, inclusive do MDB, sendo assim, colocou o nome à disposição. 
Antídio Lunelli confirma intenção de concorrer ao governo de SC
Política

Bolsonaro entrega à Câmara PL que permite privatização dos Correios

Texto define cumprimente de metas e de qualidade dos serviços
Bolsonaro entrega à Câmara PL que permite privatização dos Correios
Ver mais de Política