Unimed - Capa
Política

Pedidos de vistas e informações agitam sessão da Câmara

24 Ago 2012 - 13h37

O vereador Jean Leutprecht pediu vistas ao projeto de lei do Executivo que autoriza a abertura de crédito em mais de R$ 2 milhões para verbas à algumas áreas como educação, administração, fazenda, obras, desenvolvimento rural e defesa civil. Apesar de estar em regime de urgência, o Legislativo tem um mês, a partir da data de entrada do projeto na Casa, para aprová-lo.


Jean afirmou que os números contidos no texto do projeto chamaram sua atenção. Ele exemplificou, dizendo achar estranho o remanejo de 400 mil reais para a coleta de resíduos domiciliares e dentro da mesma Secretaria de Obras e Serviços Públicos, um valor muito próximo ser retirado para o transporte de lixo para destino final. "Não sei se nós não vamos levar todo o lixo para fora ou se foi planejado de uma maneira incorreta. Então, esse valor aqui nos preocupa e é um valor bastante significativo e até pelo próprio momento eleitoral, tem algumas situações que deixam um pouco de dúvida", observou.

O pedido de informação que solicita dados dos cargos efetivos e de confiança da Prefeitura foi novamente retirado da pauta. O solicitante foi o vereador Amarildo Sarti.

Pedido de vistas do vereador Amarildo Sarti (PV) adiou mais uma vez a votação do requerimento para que a Prefeitura envie à Câmara a relação completa dos servidores da Prefeitura, os cargos que ocupam assim como seus salários.  O pedido de informação é de autoria da vereadora Natália Petry (PMDB). Da bancada oposicionista, Natália lamenta a manobra dos governistas.
[jwplayer mediaid="70873"]


Na semana passada quem pediu vistas à solicitação foi Isair Moser (PRB), que depois foi acusado de querer esconder a situação do próprio irmão. Moser rebate, diz que é favor da total transparência, mas não vê sentido nesse debate somente às vésperas da eleição, e afirma que o irmão é servidor de carreira e que tem um cargo gratificado na Secretaria de Habitação. Além disso, questiona o fato de Natália estar afastada das suas funções como professora concursada.
[jwplayer mediaid="70869"]


Natália é professora concursada de Educação Física, mas diz que desde o fim da década de 90 está longe das salas de aula. Nesse período ocupou vários cargos comissionados, como na Fundação Municipal de Esporte e Fundação Cultural. E, desde o início de 2011 está de atestado médico.
[jwplayer mediaid="70871"]

Outro governista, Lorival Demathê (PSD) lembra que os dois primeiros pedidos de vistas foram feitos pelo bloco oposicionista, com Justino da Luz e a própria Natália Petry. E diz que pode sim utilizar o instrumento na próxima semana, o que levaria o término do debate para depois das eleições.
[jwplayer mediaid="70867"]

 

Matérias Relacionadas

Jaraguá do Sul

Reforma da Previdência dos servidores municipais pode ser votada ainda neste ano em Jaraguá

Sindicato convocou os servidores a se mobilizarem contra os projetos
Reforma da Previdência dos servidores municipais pode ser votada ainda neste ano em Jaraguá
Eleições 2020

Chefe de Cartório esclarece questionamento de candidatos sobre falta de votos em sessões eleitorais

Assunto repercutiu nas redes sociais durante o fim de semana
Chefe de Cartório esclarece questionamento de candidatos sobre falta de votos em sessões eleitorais
Política

Caropreso cobra agilidade na licitação das obras especiais da BR 280

Recurso administrativo requer alteração de projeto
Caropreso cobra agilidade na licitação das obras especiais da BR 280
Geral

Caropreso cobra agilidade na licitação das obras especiais da BR 280 

Recurso administrativo requer alteração de projeto
Caropreso cobra agilidade na licitação das obras especiais da BR 280 
Ver mais de Política