GNet
Política

MPSC arquiva investigação contra Moisés na compra dos respiradores

As investigações terão prosseguimento com relação aos demais investigados.

27 Jan 2021 - 15h56Por Janici Demetrio
MPSC arquiva investigação contra Moisés na compra dos respiradores - Crédito: Maurício Vieira/Secom/Divulgação Crédito: Maurício Vieira/Secom/Divulgação

O Ministério Público de Santa Catarina (MP-SC) arquivou a investigação no inquérito civil contra o governador Carlos Moisés da Silva sobre a compra dos 200 respiradores da empresa Veigamed por R$ 33 milhões. O entendimento do procurador-geral de Justiça, Fernando Comin, foi de que não há fundamento para a ação por ato de improbidade administrativa como outras medidas contra Moisés.

GNet

De acordo com o MPSC, foram ouvidas 40 testemunhas e interrogados 19 investigados ao longo das apurações.

"Apesar da exaustiva busca por elementos que denotassem eventual envolvimento do governador do Estado, não foi possível encontrar nenhum indício que o confirmasse, seja no material apreendido, documentos arrecadados ou dados obtidos em decorrência dos pedidos de quebra de sigilo telefônico e telemático. Tampouco a prova oral coletada registrou informação relevante nesse sentido", concluiu a instituição, em relatório de arquivamento parcial do inquérito civil que apura o caso.

Conforme o documento, também ficou comprovado que o governador, ao ter ciência da existência de problemas na entrega dos equipamentos, determinou que os fatos fossem noticiados à Polícia Civil no mesmo dia.

O documento é assinado pelo procurador-geral de Justiça, Fernando da Silva Comin, e pelos promotores Alexandre Reynaldo de Oliveira Graziotin, Mauricio de Oliveira Medina, Marina Modesto Rebelo, Lara Peplau e Isabela Ramos Philippi.

No relatório, os representantes do MPSC ressaltam que as investigações terão prosseguimento com relação aos demais investigados.

O Governo do Estado afirma que continua colaborando com as investigações e, por meio da Procuradoria Geral do Estado (PGE), atua para a reparação integral dos R$ 33 milhões. Aproximadamente 40% do valor já foi recuperado e está depositado em juízo.

Você que gosta de estar sempre bem informado e por dentro das notícias, participe do grupo de WhatsApp da Rádio Jaraguá

GNet

Matérias Relacionadas

Segurança

Trânsito é liberado na ponte do Kalahari, na Barra do Rio Cerro

 A liberação ocorreu no início da manhã deste sábado (14)
Trânsito é liberado na ponte do Kalahari, na Barra do Rio Cerro
Política

Prefeito assina ordens de serviços para obras de pavimentação em Jaraguá

Entre os destaques está a autorização para o início do terceiro trecho da Via Verde
Prefeito assina ordens de serviços para obras de pavimentação em Jaraguá
Política

Comissão vai encaminhar construção da nova sede do Legislativo de Jaraguá

A criação da Comissão é uma resposta à notificação do Ministério Público, que cobrou iniciativa em relação ao andamento das tratativas para a construção de uma nova sede.
Comissão vai encaminhar construção da nova sede do Legislativo de Jaraguá
Política

Pré-candidato ao governo de SC pelo MDB, Antídio Lunelli, visita Pomerode

De acordo com Antídio, a visita faz parte de uma programação que percorre todo o estado para tratar sobre a pré-candidatura
Pré-candidato ao governo de SC pelo MDB, Antídio Lunelli, visita Pomerode
Ver mais de Política