Joaçaba Pneus
POLÍTICA

Moro anuncia subprocuradora-geral na Secretaria Nacional de Justiça

17 Dez 2018 - 17h15Por Larissa Lima e Luisa Marini, especiais para AE

O futuro ministro da Justiça, Sérgio Moro, anunciou nesta segunda-feira, 17, que a subprocuradora-Geral da República Maria Hilda Marsiaj Pinto vai chefiar a Secretaria Nacional de Justiça (SNJ). A declaração foi feita em Brasília no Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB), local onde trabalha a equipe de transição do governo.

"Faltava a indicação do cargo de secretário nacional de Justiça. Eu acabei convidando para esse cargo a subprocuradora-geral da República Maria Hilda Marsiaj. Ela acabou aceitando. Ela, infelizmente, pela situação da carreira vai ter de ser afastada do Ministério Público. Mas ela se dispôs a fazê-lo. Uma pessoa absolutamente preparada e vem a somar na equipe que já foi formada", afirmou Moro.

O ministro do novo governo disse que a SNJ é "extremamente importante dentro da estrutura do Ministério". "No âmbito da secretaria estão lá órgãos como, por exemplo, o Departamento de Recuperação de Ativos. Está a área de imigrações do Ministério da Justiça. Hoje, esse é um tema importante pelo cenário principalmente do êxodo na Venezuela", disse.

Na secretaria, há também o departamento de políticas do judiciário, que orienta o presidente nas nomeações de tribunais federais e dos tribunais superiores. "A ideia aí é sempre buscar juízes, magistrados que sejam independentes e íntegros e que tenham também uma história profissional consistente com a política do governo, magistrados que sejam independentes e íntegros, mas duros contra o crime", afirmou.

A SNJ ainda vai coordenar o registro sindical "com a expectativa de reduzir problemas de corrupção nessa área que têm sido verificados nos últimos anos", conforme explicou Moro.

O futuro ministro afirmou ainda que os órgãos de controle atuarão de maneira transparente e que a sua equipe indicada são "pessoas que tem o rol histórico de independência".

"Os órgãos de controle, por exemplo, a Polícia Federal vai ter liberdade e autonomia para desenvolver seu trabalho, não é o ministro que vai ficar direcionando a atuação da PF", declarou. "O máximo que eu farei é no sentido de afirmar essa necessidade de focar nesse tipo de criminalidade mais grave, o crime organizado e corrupção principalmente."

"Esses órgãos tem de ser absolutamente independentes, coisa que nem sempre foram no passado", disse o ex-juiz da Lava Jato.

Premix Concreto

Matérias Relacionadas

Política

Vereadora sugere doação de móveis entregues no PEV a famílias carentes 

A ideia é criar um cadastro de entidades filantrópicas e igrejas que possam fazer a ligação entre o PEV e as famílias.
Vereadora sugere doação de móveis entregues no PEV a famílias carentes 
Política

Com diferença de 16 votos, Irone Duarte é eleito prefeito de Petrolândia

O novo pleito foi realizado porque a chapa mais votada nas Eleições Municipais de 2020 teve o registro de candidatura negado pela Justiça Eleitoral
Com diferença de 16 votos, Irone Duarte é eleito prefeito de Petrolândia
Geral

Câmara volta a aprovar atualização nas regras do serviço funerário em Jaraguá

Eles já haviam aprovado um projeto sobre o mesmo tema no dia 4 de maio. Porém, foram adicionadas emendas à matéria e o Executivo vetou o projeto alegando que as alterações desconfiguraram o projeto de lei original
Saúde

Bolsonaro pede parecer para desobrigar uso de máscara por vacinados

Quem já contraiu covid-19 também não precisaria mais usar a máscara
Bolsonaro pede parecer para desobrigar uso de máscara por vacinados
Ver mais de Política