transito
Política

Modal ferroviário é tema de debate na Assembleia Legislativa de Santa Catarina

Encontro foi proposto pelo deputado Antídio Lunelli, presidente da Comissão de Transportes e Desenvolvimento Urbano da Alesc

23 Mai 2024 - 11h24Por Janici Demetrio
Modal ferroviário é tema de debate na Assembleia Legislativa de Santa Catarina  - Crédito: Divulgação Crédito: Divulgação

O modal ferroviário de Santa Catarina foi o tema central da audiência pública realizada nesta quarta-feira (22), pela Comissão de Transportes e Desenvolvimento Urbano da Alesc, presidida pelo deputado estadual Antídio Lunelli.

Estavam presentes, além de deputados, o secretário de Portos, Aeroportos e Ferrovias, Beto Martins, o secretário-adjunto da pasta, Robison Coelho, o presidente da Câmara de Transporte e Logística da Fiesc, Egídio Martorano, além de representantes da Facisc e dos portos de Navegantes e Itajaí.

Na audiência, Lunelli enfatizou que o desenvolvimento da infraestrutura em Santa Catarina é essencial para que o Estado continue crescendo e o modal ferroviário é uma das necessidades.

“São projetos complexos, que se tornarão realidade em 15, 20 anos. Por isso, precisamos evoluir, começar a agir”, pontuou o parlamentar, que aproveitou para elogiar o governador Jorginho Mello pelo lançamento do Plano Estadual de Logística e Transporte (Pelt) nesta semana.

Entre os projetos em desenvolvimento elencados por Lunelli, estão o que liga Araquari e Navegantes, prevendo a implantação de 60 quilômetros, conectando o Complexo Portuário de Itajaí à malha ferroviária nacional, e um projeto básico que visa a construção de 319 quilômetros de ferrovia para ligar Chapecó a Correia Pinto, além de acesso ao Litoral.

O secretário Beto Martins afirmou que estão feitas correções nos projetos da malha ferroviária e citou a necessidade de investimentos para garantir a liderança de SC no cenário econômico.

“Ferrovia é sempre um assunto controverso, mas nós não podemos ficar para trás. O Paraná está avançando muito nessa questão e nós não podemos perder a mão. A situação do Oeste é uma prova disso. E temos exemplo de sucesso no Sul, em 164 quilômetros de ferrovia, são transportados 3,5 milhões de toneladas por ano”.

Representante da Fiesc, Egídio Martorano admitiu as dificuldades que envolvem a construção de novos trechos de linha férrea, mas disse acreditar que o Plano de Logística que está feito pelo Estado, em parceria com a Alesc, o setor produtivo e a sociedade, irá apontar as melhores soluções.

“Esse é um grande acerto do governador Jorginho. Vamos ter um raio-x completo da situação e das medidas que temos que tomar”, citou.

Quer saber das notícias de Jaraguá do Sul e região? Participe dos nossos grupos do WhatsApp ou no Telegram

Sintonize, siga e curta a Rádio Jaraguá em todas as plataformas

Insta: @radiojaragua

Face: /fmjaragua

Site: www.diariodajaragua.com.br

Matérias Relacionadas

Política

Deputada é cassada por pagar tratamento estético com dinheiro público

Cirurgião-dentista diz que recebeu R$ 9 mil pela harmonização facial
Deputada é cassada por pagar tratamento estético com dinheiro público
Política

Quatro prefeitos de SC são presos em operação contra corrupção

Santa Catarina tem 27 prefeitos presos em quatro anos
Quatro prefeitos de SC são presos em operação contra corrupção
Política

Municípios da região de Jaraguá do Sul vão receber R$ 2 milhões em emendas

 Os recursos são fruto de emendas impositivas do deputado Dr. Vicente Caropreso (PSDB) e já estão à disposição das prefeituras
Municípios da região de Jaraguá do Sul vão receber R$ 2 milhões em emendas
Política

Deputado Lunelli destaca ações do primeiro semestre no Legislativo 

Somente neste ano, o parlamentar destinou R$ 16,6 milhões em emendas para diferentes municípios catarinenses
Deputado Lunelli destaca ações do primeiro semestre no Legislativo 
Ver mais de Política