Dia internacional das Mulheres
POLÍTICA

Michelle: atentado contra Bolsonaro 'resgatou uma nação e despertou uma igreja'

26 Mar 2019 - 21h32Por Julia Lindner

Após a exibição do filme "Superação: o milagre da fé", a primeira-dama, Michelle Bolsonaro, fez um discurso em frente à tela de cinema no qual disse que o atentato contra o marido, no ano passado, "resgatou uma nação e despertou uma igreja que orou pela recuperação dele". Michelle é evangélica. O presidente Jair Bolsonaro acompanhou de pé a fala da esposa, que foi traduzida simultaneamente para a Língua Brasileira de Sinais (Libras). Ele estava entre os convidados que compareceram a uma sessão reservada da produção cinematográfica.

"Gente, obrigada. Foi um prazer estar aqui nesta manhã com todos vocês. E nós temos muito em comum com esse filme pelo momento difícil que o Jair passou. Creio que todos aqui, como no filme, oraram pela recuperação dele. Fico muito emocionada em saber que o Deus que fez milagres no passado continua fazendo hoje. O Deus que fez o milagre em 2015, fez o milagre em 2018", afirmou a primeira-dama.

Bolsonaro assistiu a um filme americano que é baseado no livro autobiográfico de Joyce Smith, publicado em 2017. Há quatro anos, o filho de Smith, John, de 14 anos de idade, caiu em um lago congelado no Missouri, nos EUA, durante o inverno. Ele chegou a ser declarado sem vida, mas teria "ressuscitado" por causa da fé e da oração da mãe.

Em sua fala, Michelle também falou que ela e os filhos de Bolsonaro tinham "a mesma certeza" da protagonista de que Bolsonaro iria se recuperar, após ele ter sofrido atentado à faca durante a campanha presidencial. "O Senhor colocou paz no nosso coração. O que era para ser a morte, foi para o milagre. Resgatou o patriotismo, resgatou uma nação, despertou uma igreja que orou pela recuperação dele", declarou a primeira-dama.

A "escapada" de Bolsonaro ao cinema, fora da agenda oficial, se deu no momento em que o governo passa por uma crise política. Enquanto o presidente assistia ao filme, o ministro da Economia, Paulo Guedes, informava sua desistência de ir à Câmara defender a reforma da Previdência, o que acirrou as críticas. Por volta das 11h30, o presidente já estava de volta ao Palácio do Planalto, onde se reuniu com o governador do Rio, Wilson Witzel.

A ministra da Mulher, Família e Direitos Humanos, Damares Alves, que acompanhou o casal na sessão, contou que todos se emocionaram, inclusive a primeira-dama e o presidente. "Um filme totalmente inclusivo, um cinema cheio de surdos. Mãe surda com filho surdo podendo assistir a um filme", disse. Michelle é autodidata em Libras e tem ligação com entidades que tratam pessoas com deficiência e com doenças raras.

Premix Concreto

Matérias Relacionadas

Saúde

Confederação de municípios pede urgência na aquisição de vacinas

Prefeitos classificam momento da pandemia como "crítico"
Confederação de municípios pede urgência na aquisição de vacinas
Política

Sessão Extraordinária vai votar recursos para abrir leitos de UTI contra covid-19 em Jaraguá

Após a aprovação do Legislativo, os leitos devem ser abertos ainda nesta semana
Sessão Extraordinária vai votar recursos para abrir leitos de UTI contra covid-19 em Jaraguá
Política

Projeto que institui "Parada Segura" em Jaraguá passa por 1a votação 

Com a Parada Segura, mulheres, pessoas com deficiência e idosos terão a possibilidade de descer do ônibus perto da residência ou em um local que se sentirem seguros
Projeto que institui "Parada Segura" em Jaraguá passa por 1a votação 
Saúde

Ministro da Saúde visita região Oeste de Santa Catarina nesta sexta

Eduardo Pazuello participa de compromissos com autoridades municipais e estaduais sobre ações de enfrentamento à pandemia de Covid-19 na região
Ministro da Saúde visita região Oeste de Santa Catarina nesta sexta
Ver mais de Política