Joaçaba Pneus
POLÍTICA

Justiça Federal determina reestruturação de bases da Funai a índios isolados

21 Dez 2018 - 17h54Por André Borges

A Justiça Federal determinou à Fundação Nacional do Índio (Funai) que faça a reestruturação física e a contratação de pessoal para atuar nas bases da fundação responsáveis pela proteção a grupos indígenas isolados ou de recente contato que vivem no Amazonas.

A decisão, que atendeu a um pedido do Ministério Público Federal (MPF) no Amazonas, prevê a apresentação de um cronograma de atuação, por parte da Funai, no prazo de 90 dias. As unidades possuem atualmente 42 servidores, quando, conforme a própria Funai, seriam necessários, no mínimo, 96 servidores, além de funcionários terceirizados.

As frentes de proteção etnoambiental da Funai, ligadas diretamente à presidência do órgão, atuam junto aos índios isolados e de recente contato, por meio de política específica, que impõe à Funai o dever de proteger, sem necessariamente ter contato com os grupos, preservando sua cultura e respeitando sua autonomia.

Além da carência de pessoal, agravada com a saída de funcionários terceirizados que realizavam tarefas de apoio operacional, em 2011, as frentes estão praticamente sem recursos. Em sua ação civil pública, o MPF chama a atenção a precariedade absoluta das bases, algumas delas caindo aos pedaços, no meio da floresta.

O esgotamento dessas unidades foi revelado pelo jornal O Estado de S. Paulo em reportagem publicada no ano passado. A maior presença de povos isolados do Brasil se dá no Vale do Javari, onde já foram registradas 16 referências desses grupos. A população total da terra oscila entre 3,8 mil e 5,5 mil pessoas, sem incluir as estimativas da população de índios isolados.

Hoje, há ao menos 107 registros da presença de índios isolados em toda a Amazônia Legal, área que abrange nove Estados: Acre, Amapá, Amazonas, Pará, Rondônia, Roraima e parte dos Estados de Mato Grosso, Tocantins e Maranhão. Povos da etnia matís, marubo, canamari, culina e maioruna, também conhecidos como matsés, são de contato permanente. Já o povo corubo é considerado isolado, apesar de um pequeno grupo ter sido contatado em 1996 pela Funai.

Premix Concreto

Matérias Relacionadas

Política

Dário Berger pede afastamento provisório de Celso Maldaner da presidência do MDB

Na quinta-feira (17), os líderes da sigla participam de reunião em Florianópolis
Dário Berger pede afastamento provisório de Celso Maldaner da presidência do MDB
Política

Vereadora sugere doação de móveis entregues no PEV a famílias carentes 

A ideia é criar um cadastro de entidades filantrópicas e igrejas que possam fazer a ligação entre o PEV e as famílias.
Vereadora sugere doação de móveis entregues no PEV a famílias carentes 
Política

Com diferença de 16 votos, Irone Duarte é eleito prefeito de Petrolândia

O novo pleito foi realizado porque a chapa mais votada nas Eleições Municipais de 2020 teve o registro de candidatura negado pela Justiça Eleitoral
Com diferença de 16 votos, Irone Duarte é eleito prefeito de Petrolândia
Geral

Câmara volta a aprovar atualização nas regras do serviço funerário em Jaraguá

Eles já haviam aprovado um projeto sobre o mesmo tema no dia 4 de maio. Porém, foram adicionadas emendas à matéria e o Executivo vetou o projeto alegando que as alterações desconfiguraram o projeto de lei original
Ver mais de Política