POLÍTICA

Joice volta a criticar articulação política e diz que algumas MPs estão em risco

22 Mai 2019 - 11h58Por Julia Lindner

A líder do governo no Congresso, Joice Hasselmann (PSL-SP), voltou a criticar a articulação política da atual gestão na manhã desta quarta-feira, 22. "Temos uma pilha de MPs (no Congresso) porque houve essa troca de caneladas nas últimas semanas e não conseguimos avançar com as medidas provisórias", disse. Joice falou com a imprensa após participar de reunião com o presidente Jair Bolsonaro e a bancada de parlamentares do Nordeste, no Palácio do Planalto.

Ela falou que "algumas MPs estão em risco" e confirmou que o governo vai pedir a revogação da medida provisória 866, que trata da criação da empresa de navegação NAV Brasil. Nesta terça-feira, 21, ela afirmou que a decisão seria tomada caso a matéria atrapalhasse a votação de outra MP, a 870, que organizou os ministérios do atual governo. "É o preço muitas vezes que se paga pela falta de tato ao lidar com pessoas dentro do Congresso."

Joice falou que tem feito todo o seu trabalho "e mais um pouco que não é da sua responsabilidade". "Quem está atrapalhando no meio do caminho que responda por si", disse. Ela ponderou que não se refere ao presidente Jair Bolsonaro, e sim a integrantes do Congresso, e que defende a "pacificação".

Questionada sobre o desentendimento entre o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e o líder do governo na Câmara, Major Vitor Hugo (PSL-GO), ela respondeu "pois é". "Vou fazer o meu trabalho e tocar no que dá para fazer", disse, ao ser questionada se o atrito poderia atrapalhar.

"O importante agora é traçar estratégia para aprovar o que tem que aprovar ali dentro. A gente está vendo que a falta de tato de algumas figuras que acham que no enfrentamento vão ganhar alguma coisa está nos gerando prejuízo", criticou.

A deputada afirmou que a reunião com a bancada do Nordeste foi positiva e que Bolsonaro demonstrou disposição em atender demandas da região. "Há um consenso que não se resolve o problema do Brasil sem resolver problema do Nordeste. Principal demanda é infraestrutura", afirmou. Ela contou, ainda, que os parlamentares destacaram a necessidade de esclarecer pontos da reforma da Previdência no Nordeste.

Matérias Relacionadas

Política

Prefeitos da região estão inseguros quanto ao Programa Recuperar do Governo do Estado

O governo do Estado, ficará responsável por fiscalizar os trabalhos, além de liberar os recursos para garantir o andamento das obras
Prefeitos da região estão inseguros quanto ao Programa Recuperar do Governo do Estado
Política

Ministro da Justiça participa do evento da ACAERT no dia 30 de setembro em Florianópolis

A palestra do ex-magistrado será às 10h30 do dia 30 de setembro, no auditório do Tribunal de Justiça de Santa Catarina TJSC, na capital
Ministro da Justiça participa do evento da ACAERT no dia 30 de setembro em Florianópolis
VÍDEO

Ações trabalhistas podem inviabilizar Prefeitura de Corupá

A ação coletiva foi movida por de atrasos em pagamentos
Ações trabalhistas podem inviabilizar Prefeitura de Corupá
Emenda Coletiva da Bancada 2020

Fórum Parlamentar Catarinense se reúne em Florianópolis para definir propostas

A iniciativa busca evitar a peregrinação a Brasília
Fórum Parlamentar Catarinense se reúne em Florianópolis para definir propostas
Ver mais de Política