dengue
Política

Fim do recesso remunerado para servidores deve voltar a ser discutido em Jaraguá do Sul

A proposta chegou a ser votada e aprovada em 1ª votação no ano passado, mas foi rejeitada em 2ª votação. O prefeito acredita que desta vez o projeto será aprovado.

06 Fev 2020 - 12h26Por Janici Demetrio / Sérgio Luiz

O prefeito de Jaraguá do Sul, Antídio Aleixo Lunelli, deve reencaminhar à Câmara de Vereadores o projeto de Lei, que acaba com o recesso atribuído aos servidores públicos municipais entre os dias 24 de dezembro e 1º de janeiro. 

A proposta chegou a ser votada e aprovada em 1ª votação no ano passado, mas foi rejeitada em 2ª votação. O prefeito acredita que desta vez o projeto será aprovado.  

O secretário de Administração, Argos José Burgardt, argumenta que na iniciativa os trabalhadores têm 30 dias de férias ao longo do ano, no setor público municipal, com esses dez dias de recesso remunerado são 40 dias, algo injusto na avaliação do secretário.  

Matérias Relacionadas

Política

Jaraguá recebe R$ 2 milhões em emenda do deputado Vicente Caropreso

Os recursos serão empregados na obra  do binário no bairro Czerniewicz, com a pavimentação da  continuidade da rua Treze de Maio
Jaraguá recebe R$ 2 milhões em emenda do deputado Vicente Caropreso
Política

TSE proíbe candidato de impulsionar link com o nome de adversário

Serviço é vendido por motores de busca como o Google
TSE proíbe candidato de impulsionar link com o nome de adversário
Política

Lunelli diz que se Justiça funcionasse estupro em Jaraguá poderia ter sido evitado 

Parlamentar também reforçou pedido para aumento do efetivo policial na região
Lunelli diz que se Justiça funcionasse estupro em Jaraguá poderia ter sido evitado 
Política

TRE-SC mantém deputado jaraguaense Fábio Schiochet no cargo

Deputado foi acusado por suposto abuso de poder econômico e político
TRE-SC mantém deputado jaraguaense Fábio Schiochet no cargo
Ver mais de Política