transito
POLÍTICA

Fachin decide levar ao plenário pedido para suspender inquérito das fake news

14 Mai 2019 - 22h54Por Rafael Moraes Moura

O ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF), decidiu nesta terça-feira, 14, levar ao plenário da Corte um pedido de medida liminar do partido Rede Sustentabilidade para suspender o inquérito das fake news, instaurado pelo próprio Supremo para apurar ameaças e ofensas disparadas contra integrantes da Corte e seus familiares.

O inquérito foi aberto por iniciativa do presidente do STF, ministro Dias Toffoli, a quem cabe definir o que será julgado pelos 11 ministros nas sessões plenárias. Ainda não há previsão de quando o pedido da Rede será analisado pelos integrantes do Supremo.

As investigações são contestadas não só pela Rede, mas também pela Procuradoria-Geral da República (PGR), que já pediu o arquivamento da apuração e teme que procuradores entrem na mira do inquérito. O inquérito das "fake news" já levou à censura da revista digital "Crusoé" e do site "O Antagonista", além da realização de ações de busca e apreensão em endereços de pessoas que usaram as redes sociais para atacar as instituições.

"A instrução cabível para a apreciação da medida cautelar desta ADPF realizou-se. A presente matéria demanda julgamento colegiado por razões que lhe são inerentes, cabendo, pois, indicar à pauta de julgamento do Tribunal Pleno. Assim, peço dia para julgamento da medida cautelar desta ADPF", escreveu Fachin.

O inquérito abalou a imagem do tribunal e levantou críticas dentro e fora do próprio STF. O ministro Marco Aurélio já afirmou que o inquérito é "insubsistente" e "se mostrou natimorto". Um outro integrante da Corte disse reservadamente à reportagem que não tem a mínima ideia das decisões tomadas pelo relator do inquérito, ministro Alexandre de Moraes, já que o caso tramita sob sigilo.

Matérias Relacionadas

Segurança

Congresso derruba vetos de Lula e volta a proibir 'saidinha' de presos

A decisão dos parlamentares restringe ainda mais as saidinhas, porque também proíbe que os detentos deixem os presídios temporariamente para visitar a família
Congresso derruba vetos de Lula e volta a proibir 'saidinha' de presos
Política

PL de Guaramirim amplia conversa com partidos e com a comunidade

Sigla conta com o apoio do PRD, PSDB e Republicanos
PL de Guaramirim amplia conversa com partidos e com a comunidade
Política

Partido Novo apresenta pré-candidatos à Prefeitura de Guaramirim

Evento ocorreu na tarde de segunda-feira (27) e contou com a participação de filiados e apoiadores
Partido Novo apresenta pré-candidatos à Prefeitura de Guaramirim
Política

Joinville recebe sessão itinerante da Assembleia Legislativa

Projeto faz parte do calendário de comemoração dos 190 anos da Alesc.
Joinville recebe sessão itinerante da Assembleia Legislativa
Ver mais de Política