Câmara de Vereadores

Ex-presidentes da Câmara são homenageados em Jaraguá do Sul

23 ex-vereadores compareceram para a homenagem

27 Mar 2019 - 09h25Por Sérgio Luiz / CMJS
Ex-presidentes da Câmara são homenageados em Jaraguá do Sul - Crédito: CMJS Crédito: CMJS

Em comemoração aos 85 anos de emancipação político administrativa de Jaraguá do Sul, a Câmara de Vereadores prestou homenagem a todos os ex-vereadores que já presidiram o legislativo local. Ao todo, 23 ex-vereadores compareceram para a homenagem. E nesse tempo todo de independência de Jaraguá do Sul, apenas sete mulheres foram eleitas. Maristela Menel foi a primeira mulher a se eleger e presidir o legislativo jaraguaense. 

Ela agradeceu a homenagem em nome dos demais e cita a compra da sede da Câmara como um dos avanços, que proporcionou economia significativa desde então.

O presidente da Câmara, Marcelindo Gruner, disse que a sessão solene desta terça-feira (27), foi apenas um dos eventos que serão realizados ao longo do ano, alusivos ao aniversário de 85 anos de emancipação político-administrativa da cidade.

Mas não foi possível deixar as picuinhas de lado. O vereador anunciou que vai criar um Conselho de Ética na Câmara, para julgar e punir os parlamentares que não andarem na linha.

O vereador Jackson de Ávila ficou irritado com esse posicionamento do presidente. E disse que não tem nada a temer.

E criticou a votação do projeto que turbina os vencimentos dos procuradores.

Marcelindo respondeu as críticas por ter colocado em votação o projeto da Sucumbência, que destina um percentual dos processos para os procuradores do município.

Outro que defende a volta do Refis é o líder do governo na Câmara, Pedro Garcia.

A História 

Há exatos 85 anos Jaraguá do Sul era oficialmente reconhecida como município independente. No dia 08 de abril de 1934, foi sancionado o decreto 565, de 26 de março de 1934, assinado pelo interventor federal Aristiliano Ramos.

IPTU 2021 JARAGUÁ

José Bauer foi empossado como o primeiro prefeito do novo município e os senhores Ernesto Czerniewicz, João Marcatto e João Crespo como membros do Conselho Consultivo. Em 21 de abril de 1936 foi oficialmente instalada na sala de sessões da Prefeitura Municipal a Câmara de Vereadores de Jaraguá do Sul. Nesta data também foram empossados os primeiros vereadores eleitos: Emmanuel Ehlers, Ricardo Gruenwaldt, Waldemar Grubba, Francisco Mees, Artur Müller, Ignácio Salomon.

Elegendo-se na ocasião o Sr. Ricardo Gruenwaldt como presidente da Mesa Diretora; Sr. Emmanuel Ehlers como vice-presidente; o Sr. Francisco Mees, como primeiro secretário e o Sr. Ignácio Salomon como segundo secretário. Eleitos suplentes: Emilio da Silva e Carlos Guenther Jr. Na mesma data foi empossado o prefeito eleito, Leopoldo Augusto Gerent.

Devido ao Estado Novo e Segunda Guerra Mundial, os trabalhos legislativos ficaram paralisados até dezembro de 1947. Por 52 anos, a sede do legislativo funcionou junto à Prefeitura Municipal, no período de 1936 a 1986. A desvinculação ocorreu em 1987, ocasião em que a Câmara Municipal passou a ocupar espaço independente com suas atividades no edifício Ana Ricobom Barbi, situado na Rua Expedicionário Gumercindo da Silva 161. Em maio de 2000 a Câmara instalou-se na Avenida Getúlio Vargas, onde desenvolve suas atividades atualmente. 

Desde a emancipação de Jaraguá o legislativo exerceu importante papel na composição do tripé dos 03 poderes, junto ao judiciário e ao executivo consolidou a democracia municipal. Como poder constituído e independente, a Câmara de Vereadores tem a responsabilidade de ser a representação máxima da vontade coletiva. Através da criação de leis e da fiscalização ela contribui para o fortalecimento de um governo democrático.
 
Os Homenageados  

Ademar Winter, presidente de 1985 a 1987, 1988 a 1989 e 2012. Em 1985 assumiu pela primeira vez a presidência. Em seus mandatos, sempre se preocupou em manter a ética e a ordem. Defendeu os interesses da comunidade, e buscou valorizar o trabalho de todos os funcionários desta casa.

Relembra com saudades de Gilberto Menel (In memoriam), que o auxiliou com sua ampla experiência política. Ser presidente foi uma experiencia muito gratificante, e lhe exigiu responsabilidade e dedicação. 
 
Orival Vegini, foi presidente de 1987 a 1988, ele não pode comparecer neste evento devido a motivos de saúde.
 
Balduíno Raulino, presidente de 1989 a 1990. O ano de 1990 foi um ano de muita efervescência e discussão, devido a elaboração da nova Lei Orgânica do Município.
A responsabilidade era elaborar uma LOM que atendesse aos anseios da comunidade e se adequasse à Constituição Federal e a Constituição Cidadã.

Com o apoio indiscutível dos Vereadores, em reuniões semanais, a Lei Orgânica foi sendo discutida e construída. Em sessão, no dia 05 de abril de 1990 foi promulgada. Fato relevante em seu mandato do qual se orgulha. Presidir a Câmara foi um tempo de muita experiência e aprendizagem.
 
Heinz Edgar Raeder (in memoriam), assumiu a presidência de 1990 a 1992.
 
Luiz Zonta, presidente de 1992 a 1994. Ele relembra em seu mandato de vários projetos que se tornaram leis, tais como: 1.776 de 1993 que instituiu o Instituto de Seguridade dos Servidores Municipais – ISSEM como autarquia; Lei complementar que dispôs sobre o regime jurídico dos servidores públicos municipais; Instituiu o código de parcelamento do solo; Instituiu o Conselho Municipal de Educação; Lei 1.743 que criou o órgão oficial de Imprensa; Instituiu o Conselho Municipal de Saúde, e através da Lei 1.669 de 1993 criou a Fundação Municipal de Esporte.

Sente-se grato pela oportunidade de estar frente ao legislativo, onde contribuiu com a melhoria de vida dos jaraguaense e com o crescimento do município.   

Valdir Bordin, presidente de 1995 a 1996. Destaca como realizações de seu mandato a reforma do plenário da Câmara e a aquisição de móveis novos. Foi autor do projeto que propôs a redução das férias dos vereadores de 90 para 45 dias, rejeitado na ocasião. Criou o projeto que alterou o mandato da mesa diretora da de 02 para 01 ano.

Foi o autor da proposta de parceria do poder público e munícipes para a pavimentação de ruas. Responsável pelo projeto que criou 23 áreas de lazer em terrenos baldios. Propôs a criação da Fundação Municipal de Esportes, que se tornou realidade em 1993.
 
Pedro Garcia, presidente da Câmara de Vereadores de 1997 a 1998 e 2017. Presidente em 1997 e eleito novamente por unanimidade em 2017. Teve como missão realizar uma administração inovadora, focando na economia, transparência e eficiência. Com o apoio de todos os vereadores e funcionários realizou uma minirreforma em 2017, alterou o organograma da Câmara Municipal, assim obtendo uma economia de um 1.300.000,00, somada a outras reduções será conquistado 2.000.000,00 nos próximos anos. Acredita que durante seus mandatos tem cumprido seu papel de vereador, representando bem os munícipes na Câmara Municipal.
 
Lio Tironi, presidente em 1998 e 2001. Ser presidente de um dos poderes do município, essa responsabilidade lhe comprometeu integralmente com a comunidade.
Privilégio que exerceu duas vezes, inclusive substituindo o líder maior do executivo em um breve período. Ficou evidenciada a importância da função do vereador e da Câmara de Vereadores, não raras vezes esquecida. Durante aquele tempo realizou o esforço de mostrar à sociedade por meio da comunicação as funções da "Casa do Povo". 

Alcides João Pavanello, presidente no ano de 1999. Assumiu a presidência em uma época em que o vereador era uma espécie de voluntario a serviço da população, não existam os recursos e modernidades da atualidade. O presidente não tinha a seu dispor nenhum assessor, nem por isso deixava de realizar o que era esperado por seus eleitores.

Vivenciou uma época de crescimento no município, ao mesmo tempo que testemunhou o falecimento pré-maturo do então Prefeito Geraldo Verninghaus, no auge de sua administração revolucionaria. Face a este trágico acontecimento assumiu o comando máximo da cidade por 60 dias. Tais oportunidades lhe deram experiencias indescritíveis, que só ocorreram porque estava na condição de Presidente do poder Legislativo Jaraguaense. 

Afonso Piazera Neto, presidente de 1999 a 2000. Dos trabalhos realizados em sua gestão como presidente destaca: Aquisição da sede própria na av. Getúlio Vargas; Entrega do título de cidadão honorário ao ex-presidente Fernando Henrique Cardoso; Realização da sessão solene no Clube Atlético Baependi; Oportunidade de assumir a prefeitura como prefeito interino.

Recorda com carinho dos únicos 6 funcionários que trabalhavam na Câmara Rui Dorval Lessmann, Simone Jark, Elisabete Bertoli, Sydney Tages da Silva, Telma Germano Anacleto e Adejaime Reitz (in memoriam). Mesmo em pequeno número, não foram só colaboradores capazes e dedicados, mas amigos que, juntos com os vereadores, faziam a câmara ser exemplo em economia e eficiência.
 
Vitório Altair Lazzaris, presidente no ano de 2002. Presidente da Câmara em 2002, pautou seu trabalho em uma linha democrática. Respeitou opiniões contraditórias, e alcançou o equilíbrio entre situação e oposição. Em sua gestão foram aprovados 286 projetos do executivo e 72 do legislativo. Destaca-se em seu mandato a implantação da 01ª Vara Federal de Justiça em Jaraguá, e a luta pela construção do posto de saúde no bairro Rio Cerro II. 
 
Carioni Mees Pavanello, presidente em 2003 e no ano de 2006. 

Eugênio Moretti Garcia, presidente da Câmara em 2004. Um marco em sua gestão, foi a sessão onde se apreciou o projeto de lei de compra da propriedade que abriga a atual Prefeitura, vereadores que não concordavam queriam vistas para retardar a votação, fator que inviabilizaria a aquisição, por ser ano eleitoral. 

Tomou a decisão de não conceder o pedido de vistas e o mesmo foi à votação. Aprovado, hoje temos sede própria para o Paço Municipal. Não aceitou a majoração além dos percentuais da inflação, de taxas e contribuições. Foram muitos aprendizados e conquistas, que orgulhosamente marcaram sua gestão como presidente, e ficaram como experiências para a vida. 

Ronaldo Trajano Raulino, presidente no ano de 2005. Como presidente da Câmara assumiu o executivo por 15 dias. Reduziu de 90 para 45 dias o recesso parlamentar. Reformulou os espaços físicos da câmara. Em seu mandato foi repassado 1,5 milhões para entidades da região. 

Viabilizou a vinda do JASC 2007, bem como a telefonia em áreas rurais. Repassou 500 mil para a construção da Arena. Com a implantação da TV Câmara obteve mais transparência no legislativo. Foi cedido o terreno e aprovado o projeto para a vinda do instituto Rã-Bugio. 
 
Rudolfo Gesser, em 2007. Ele não pode comparecer devido a problemas de saúde. 
 
Maristela Menel, presidente no ano de 2008. Eleita em duas legislaturas, na primeira foi a mais votada da cidade. Foi a primeira mulher reeleita como vereadora. Em 2008 presidiu a Câmara de Vereadores de Jaraguá do Sul. Após 72 anos de história e 35 legislaturas passadas, destacou-se como a primeira mulher a comandar o Legislativo do Município.

Dentre suas realizações na presidência estão: Acessibilidade as pessoas portadoras de necessidades especiais; Reforma, que culminou com o Projeto de Lei de Captação de Água da Chuva, que lhe rendeu o Prêmio Mérito Legislativo do IDELB, do Senado Federal em 2009; O projeto Luz, Câmara Ação com o objetivo de desenvolver atividades de formação do legislativo, destinado aos alunos das escolas de Jaraguá do Sul; Implantação do TV CÂMARA, que oportunizou o acesso as informações e ações da Câmara de Vereadores.

Jean Leutprecht, presidente da Câmara de Vereadores no ano de 2009. (Não pode estar presente devido a compromissos profissionais em Florianópolis). Durante seu mandato de presidente enfrentou grandes desafios, principalmente no debate com o Poder Executivo.

Várias ações foram implementadas naquele ano destacando: Criação da ouvidoria; PPA participativo; Modernização da Câmara; Reativação da Avevi; 2 CPI´s; Discussões sobre o Esporte, sua grande bandeira. Agradece a todos os munícipes que o ajudaram com críticas e sugestões, bem como a sua esposa e filho pelo apoio, além de parabenizar os demais ex-presidentes homenageados nesta noite. 

Natália Lúcia Petry, presidente em 2010 e 2015. Eleita em 2008, reeleita em 2012 e 2016, permaneceu como a única representante feminina na Câmara de Vereadores, nas últimas três legislaturas. Foi uma das autoras da lei antinepotismo, lutou contra a demolição do Ginásio Arthur Muller e criou os programas “Câmara.Com Você” e  o “Programa Vereador Mirim”. 

Presidiu a Câmara de Vereadores em 2010, época em que promoveu muitas audiências públicas relevantes para o município, e determinou a revisão da Lei Orgânica do Município. Novamente eleita presidente do legislativo jaraguaense em 2015, realizou o concurso público que diminuiu sensivelmente o número de cargos comissionados.

Jaime Negherbon, presidente da Câmara no ano de 2011. Em 2011 tornou-se presidente desta casa de leis. Em seu mandato promoveu economia nas despesas da Câmara. Solicitou ao executivo o encaminhamento de um projeto autorizando o repasse de 1 milhão de reais para auxiliar nas obras do Hospital e Maternidade Jaraguá.

Conseguiu que fosse promovida a regulamentação do atendimento dos cartórios de Jaraguá do Sul. Atualmente está como vereador se dedicando como sempre a comunidade.
 
Francisco Valdecir Alves, presidente no ano de 2012. Vereador no período 2009-2012, eleito com 1.733 votos. Primeiro negro eleito vereador no município e também o primeiro negro a ocupar o cargo de Presidente do Legislativo Jaraguaense.

Ocupar uma cadeira no legislativo lhe trouxe orgulho e aprendizado imensurável. Exerceu o cargo com dignidade, acompanhou e fiscalizou os atos do executivo. Quando possível sugeriu melhorias e alternativas legais que melhorassem a vida do cidadão e fizesse Jaraguá do Sul ser ainda mais bela e brilhante. 
 
José Ozório de Ávila, presidente em 2013 e 2016. Iniciou na vida pública como vereador no ano de 2000. No ano de 2013 e 2016 foi eleito Presidente.

Economizou no orçamento da Câmara com a finalidade de destinar essa verba para a área da saúde. 
Em 2016, não autorizou o repasse de verbas para a imprensa no valor aproximado de R$ 700.000,00, este valor foi devolvido para a Prefeitura Municipal, resultando em obras para o município. 

Priorizou a valorização dos funcionários da Câmara. Foi autor da proposta da construção da ponte do “curtume”, e da Creche Jonas Chiodini. Autor do projeto que instituiu a Semana das Missões da Igreja Evangélica e a isenção da cobrança de aluguel nos eventos das Igrejas e entidades afim, no Parque Municipal de Eventos.

Arlindo Rincos, presidente da Câmara no ano de 2014. Em 2014 vivenciou experiências muito intensas, como a enchente que atingiu 80% do município, tragédia que requisitou a união de esforços.

Buscou valorizar o dinheiro público com economias significativas. Organizou um grupo para viabilizar o concurso público.
Viver essa experiência foi importante no processo de aprendizado e amadurecimento, não só como agente político, mas principalmente como agente público. 
 
Amarildo Sarti presidente em 2016. Eleito presidente da Câmara de Vereadores de Jaraguá do Sul ao final do último ano da 18º legislatura.
Restabeleceu a ordem jurídica do poder legislativo.

Na presidência fomentou de imediato, o diálogo entre o legislativo e o executivo, pondo fim a um período de distanciamento e intrigas entre os poderes locais. Com isso a normalidade se sustentou atendendo aos interesses legítimos da comunidade jaraguaense.
 
Anderson Kassner, presidente em 2018. Como presidente alcançou uma economia de R$ 1 milhão (reais) por ano, que retornou aos cofres do Executivo para ser investido nas pessoas, em saúde, educação, cultura, esporte, obras. Também percebeu a necessidade urgente em modernizar o sistema e os atos legislativos.

Autorizou o início do processo eletrônico até a fase da licitação, que levará em breve à redução do papel, à assinatura digital, mais eficiência nos trabalhos, entre outros ganhos. Outra ação de destaque foi a sua autoria no projeto de lei que criou o programa “Alunos no Legislativo”, proporcionando aos estudantes visitas à Câmara Municipal. 

É muito grato a todos que de alguma forma o apoiaram nessa vivência.


Quer ser o primeiro a saber das notícias de Jaraguá do Sul e Região? CLIQUE AQUI e receba direto no seu WhatsApp!

Premix Concreto

Matérias Relacionadas

Geral

Guaramirim receberá novo trator para auxiliar no desenvolvimento agrícola

A equipe do deputado Vicente Caropreso irá auxiliar nas tratativas burocráticas para garantir a aquisição e destinação do novo equipamento
Guaramirim receberá novo trator para auxiliar no desenvolvimento agrícola
Saúde

Órgãos de fiscalização recomendam lockdown por 14 dias em SC

A medida extrajudicial foi expedida na noite desta sexta-feira (26) e tem que ser respondida em 24 horas sob pena de uma possível ação civil pública e até providências na esfera
Órgãos de fiscalização recomendam lockdown por 14 dias em SC
Política

PP convida Antídio Lunelli para ser candidato a governador de SC

O presidente estadual da sigla, deputado Silvio Dreveck, o presidente municipal Ademir Izidoro e os vereadores Anderson Kassner e Maria Santin Camelo estiveram com Lunelli para oficializar o convite
PP convida Antídio Lunelli para ser candidato a governador de SC
Política

Código de Ética passa pela primeira votação na Câmara de Jaraguá

O Código estabelece os princípios éticos e as regras básicas de decoro que devem orientar a conduta dos parlamentares
Código de Ética passa pela primeira votação na Câmara de Jaraguá
Ver mais de Política