transito
POLÍTICA

Em encontro com índios, Bolsonaro ameaça cortar diretoria da Funai

17 Abr 2019 - 21h29Por Felipe Frazão

O presidente Jair Bolsonaro ameaçou nesta quarta-feira, 17, durante encontro com índios de diferentes etnias, promover demissões na Fundação Nacional do Índio (Funai). Ele pregou que o órgão siga decisões dos índios. "O povo indígena é que diz o que a Funai vai fazer, senão corto diretoria da Funai", disse o presidente.

Apesar de ter enumerado críticas à legislação ambiental e defendido a liberação do garimpo em terras indígenas, o presidente afirmou que as áreas já demarcadas devem ser respeitadas: "Terra demarcada, terra respeitada, sem problema nenhum".

No encontro, que reuniu índios de diferentes etnias, entre elas os povos yanomami e paresí, Bolsonaro afirmou que deseja libertar os índios da escravidão. "Se Deus quiser, nós vamos tirar os índios da escravidão", disse o presidente, durante a transmissão ao vivo, pelas redes sociais, do encontro com os índios.

O presidente classificou a reunião como um ponto de inflexão para "acabar com a demagogia". O encontro ocorreu uma semana antes de a capital federal sediar a maior mobilização indígena do País, o acampamento Terra Livre, promovido anualmente pela Articulação dos Povos Indígenas do Brasil, que faz críticas ao governo.

Os representantes de povos indígenas das regiões Norte, Centro-Oeste e Nordeste levados ao encontro no palácio foram ciceroneados pelo secretário de Assuntos Fundiários do Ministério da Agricultura, o ruralista Nabhan Garcia.

Bolsonaro ouviu relatos dos representantes indígenas e classificou as Organizações Não-Governamentais (ONGs) internacionais como "inimigas". O presidente afirmou que as ONGs são "picaretas" e que também há servidores "picaretas" dentro do governo federal. "Tem brasileiro mau caráter infiltrado em várias instituições", declarou Bolsonaro. "Todas as ONGs que trabalham contra vocês (índios) são nossos inimigos."

Matérias Relacionadas

Política

Governo do Estado autoriza contratação do Plano Estadual de Logística de Transporte

O deputado estadual Antídio Lunelli, que também preside a Comissão de Transportes e Desenvolvimento Urbano da ALESC, esteve no evento, parabenizou o governo pela iniciativa e disse que a medida é essencial para desafogar
Governo do Estado autoriza contratação do Plano Estadual de Logística de Transporte
Política

STF extingue condenação por corrupção imposta a Dirceu na Lava Jato

De acordo com a decisão, o delito estava prescrito na data do recebimento da denúncia, o que invalida a condenação.
STF extingue condenação por corrupção imposta a Dirceu na Lava Jato
Política

Por unanimidade, TSE rejeita cassação de mandato de Sergio Moro

Para ministros, não há prova de uso irregular de recurso partidário
Por unanimidade, TSE rejeita cassação de mandato de Sergio Moro
Política

Prefeito e vice de São João do Itaperiú são denunciados pelo Ministério Público

Ambos foram presos na 5ª fase da Operação Mensageiro
Prefeito e vice de São João do Itaperiú são denunciados pelo Ministério Público
Ver mais de Política