Câmara de Guaramirim
Política

Bolsonaro diz que governo não vai criar impostos

“Não criaremos nenhum novo imposto. A reforma [tributária] que está tramitando lá é do Parlamento, não é nossa", afirmou o presidente

21 Jul 2019 - 15h00Por Da Redação
Bolsonaro diz que governo não vai criar impostos - Crédito: Marcos Corrêa/PR Crédito: Marcos Corrêa/PR

O presidente Jair Bolsonaro disse na sexta-feira (19), que o governo não vai criar novos impostos e destacou que Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira (CPMF) não será recriada. Ele deu a declaração em café da manhã com jornalistas de agências internacionais no Palácio do Planalto.

“Não criaremos nenhum novo imposto. A reforma [tributária] que está tramitando lá é do Parlamento, não é nossa. Conforme explanado na última reunião de ministros, nós queremos fazer uma reforma tributária e mexer com os impostos federais apenas. Ao longo dos meus 28 anos como deputado, quiseram fazer uma reforma que envolvesse União, estados e municípios. Não dá certo”, afirmou.

Segundo ele, a equipe econômica do ministro Paulo Guedes está convencida de analisar apenas os tributos federais. “Queremos simplificar os tributos federais e não criando nenhum novo imposto. Você pode fundir vários impostos e eu acho que é isso que vai acontecer. CPMF de volta, não”.

 O presidente Jair Bolsonaro e o ministro-chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, em café da manhã com jornalistas de agências internacionais, no Palácio do Planalto - Marcos Corrêa/PR

Atualmente, duas propostas de reforma tributária tramitam no Congresso. Na Câmara dos Deputados, a comissão especial para discutir a reforma apresentada pelo deputado Baleia Rossi (MDB-SP) foi instalada na semana passada. Paralelamente, o Senado apresentou uma proposta de emenda à Constituição (PEC) com base em um texto que tramita na Casa desde 2004.

Preparada pelo economista Bernard Appy, a proposta da Câmara unifica tributos sobre a produção e o consumo arrecadados por União, estados e municípios e cria outro imposto sobre bens e serviços específicos, cujas receitas ficarão apenas com o governo federal.

A proposta do Senado cria um imposto sobre o valor agregado de competência estadual, chamado de Imposto sobre Operações com Bens e Serviços (IBS), e o Imposto Seletivo, sobre bens e serviços específicos, de competência federal.

Fonte: Agência Brasil


Quer ser o primeiro a saber das notícias de Jaraguá do Sul e Região? CLIQUE AQUI e receba direto no seu WhatsApp!

Matérias Relacionadas

Geral

Projeto para fábrica de fraldas já está pronto, informa Juraszek

Ele afirma que agora o projeto seguirá para as mãos do prefeito Antídio Lunelli e que um grupo de estudo deve se reunir com o gestor para discutir a possibilidade de instalação dessa unidade
Projeto para fábrica de fraldas já está pronto, informa Juraszek
Geral

Prefeitura de Jaraguá divulga plantão de fim de ano

Prefeitura de Jaraguá divulga plantão de fim de ano
Eleições

Desembargador Jaime Ramos é eleito novo presidente do TRE-SC

Desembargador Jaime Ramos é eleito novo presidente do TRE-SC
Política

Prefeito Lunelli entrega pedido pela BR-280 e pela recuperação da Waldemar Grubba

No documento, Lunelli lembrou da importância da obra para o desenvolvimento da região Norte-Nordeste catarinense, que congrega aproximadamente 40% do PIB de Santa Catarina
Prefeito Lunelli entrega pedido pela BR-280 e pela recuperação da Waldemar Grubba
Ver mais de Política