Política

Após polêmicas com censura à imprensa, Senado ‘ressuscita’ CPI da Lava Toga

Rejeitado pela CCJ, o pedido de criação da CPI seria arquivado, mas o presidente da Casa, Davi Alcolumbre, decidiu levar o tema à Plenário

18 Abr 2019 - 06h30Por João Paulo Machado / Agência do Rádio
Após polêmicas com censura à imprensa, Senado ‘ressuscita’ CPI da Lava Toga - Crédito: Fabio Rodrigues Pozzebom / Agência Brasil Crédito: Fabio Rodrigues Pozzebom / Agência Brasil

A criação da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) dos Tribunais Superiores, conhecida como 'Lava Toga', será analisada pelo Plenário do Senado Federal. A decisão foi tomada pelo presidente da Casa, senador Davi Alcolumbre (DEM-AP), após reunião com lideranças partidárias. Os senadores cobram uma reação às atitudes tomadas nesta semana pelos ministros da Corte Alexandre de Moraes e Dias Toffoli.

Rejeitado pela Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), o pedido de criação da CPI seria arquivado, uma vez que não houve apresentação de recurso dentro do prazo que estabelece o regimento. Porém, diante dos fatos desta semana, Davi Alcolumbre colocou a decisão sobre a CPI nas mãos do Plenário.

“A presidência assumiu o compromisso político de submeter a matéria ao Plenário. Neste sentido, a despeito do que prevê o regimento interno, esta presidência considerará como se houvesse sido apresentado recurso contra a decisão da CCJ, de forma que a matéria será oportunamente pautada para deliberação", afirmou

Nesta semana, em entrevista ao podcast “Ilha de Vera Cruz”, o senador Jorge Kajuru (PSB-GO) afirmou que ainda nutria esperanças de que a CPI fosse implementada. A entrevista com o senador pode ser acessada no Spotify. Basta digitar o nome ‘Ilha de Vera Cruz’ na aba de busca do aplicativo.


Quer ser o primeiro a saber das notícias de Jaraguá do Sul e Região? CLIQUE AQUI e receba direto no seu WhatsApp!

Matérias Relacionadas

Política

Vereadores rejeitam projeto que pretendia implantar Código Ética na Câmara de Jaraguá

A proposta recebeu cinco votos favoráveis (Anderson Kassner, Celestino Klinkoski , Eugênio José Juraszek, Marcelindo Carlos Gruner e Pedro Anacleto Garcia), quatro abstenções (Arlindo Rincos, Isair Moser, Ronaldo Magal e Rogério Jung) e um voto contrário
Vereadores rejeitam projeto que pretendia implantar Código Ética na Câmara de Jaraguá
Política

Bolsonaro anuncia saída do PSL e criação da Aliança pelo Brasil

Bolsonaro anuncia saída do PSL e criação da Aliança pelo Brasil
Economia

Reforma da Previdência é promulgada pelo Congresso

Política

Após decisão judicial, Lula deixa a prisão na PF em Curitiba

O mandado de soltura foi encaminhado para a PF. Lula deixou a prisão nesta sexta-feira.
Após decisão judicial, Lula deixa a prisão na PF em Curitiba
Ver mais de Política