Dia internacional das Mulheres
POLÍTICA

Alcolumbre diz que servidores do Senado ligados a MDB estão em estágio probatório

22 Fev 2019 - 18h53

O presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), disse nesta sexta-feira, 22, que os servidores apadrinhados por Eunício Oliveira (MDB-CE), José Sarney (MDB-AP) e Renan Calheiros (MDB-AL), seus antecessores, estão em estágio probatório desde que ele assumiu a presidência da Casa, no dia 2 de fevereiro. "Está todo mundo em estágio probatório. Estou conversando com vários consultores, técnicos do Senado e ouvindo", disse a jornalistas.

No último domingo, 17, o jornal O Estado de S. Paulo mostrou que, apesar do discurso de pacificação adotado após ser eleito presidente do Senado, Alcolumbre prepara uma "faxina" em cargos de diretoria e coordenadoria da Casa controlados pelo MDB. A lista de diretores, secretários e coordenadores de áreas que vão passar pelo pente-fino tem 184 nomes.

A avaliação do presidente do Senado e de pessoas do seu entorno é de que, se quiser fazer uma renovação na Casa, como prometeu aos colegas, precisará acabar com o que considera "maus hábitos" que estariam impregnados nos principais postos de comando. Na prática, o controle vai passar para as mãos do novo grupo que comandará o Senado no biênio 2019-2020.

O primeiro demitido da gestão Alcolumbre foi o diretor da Polícia Legislativa, Pedro Ricardo Araújo Carvalho, que ocupava o cargo há 14 anos. Ele chegou por indicação de Renan e permanecia no cargo.

"A demissão de Pedro foi por causa da investigação da urna. Não era a Polícia do Senado responsável? Para fazer uma coisa séria, para não dizer que estava protegendo alguém. Qual meu sentimento em relação a Pedro? Era chefe da polícia do MDB há trinta anos. Agora mudou, mudou", explicou à imprensa nesta sexta-feira, referente à eleição para presidência do senado fraudada.

O presidente do Senado também analisa a permanência do secretário-geral do Senado, Luiz Fernando Bandeira de Mello, que chegou a ser destituído por Alcolumbre no dia da eleição após manobra que favoreceu Renan, mas foi reconduzido ao posto. "Bandeira é um grande quadro do Senado. É muito bom. Mas tem outros bons também", comentou.

"Os senadores que estavam comigo falavam: 'Davi, agora a gente já ganhou a eleição, nós vamos tirar eles de tudo'. Eu falei 'pera lá, a gente estava reclamando tanto do Renan e a gente vai fazer igual?'. Não é possível, está errada essa conversa. Não acho que é certo (tirar de tudo). Os partidos estão aí, vamos botar a representatividade dos partidos, independente de votos", disse o presidente.

Alcolumbre contou que teve um encontro acidental com o ex-presidente da Casa, Renan Calheiros, na liderança do MDB esta semana. Alcolumbre disse que o cumprimentou chamando-o de "presidente" e que ouviu "parabéns" do senador Renan, que foi derrotado por ele na eleição do início do mês.

"Da minha parte já passou a eleição. Nunca pensei que ia chegar aqui. Senadores confiaram em mim e eu cheguei. Os senadores se conscientizaram com os votos que a população deu na eleição no ano passado e ficaram firmes no propósito de mudança. A imagem do senador Renan não é uma imagem boa perante a opinião pública. O Renan não é mudança. Se a Simone Tebet (MDB-MS) fosse candidata a presidente, as minhas chances seriam remotas", avaliou.

Premix Concreto

Matérias Relacionadas

Saúde

Confederação de municípios pede urgência na aquisição de vacinas

Prefeitos classificam momento da pandemia como "crítico"
Confederação de municípios pede urgência na aquisição de vacinas
Política

Sessão Extraordinária vai votar recursos para abrir leitos de UTI contra covid-19 em Jaraguá

Após a aprovação do Legislativo, os leitos devem ser abertos ainda nesta semana
Sessão Extraordinária vai votar recursos para abrir leitos de UTI contra covid-19 em Jaraguá
Política

Projeto que institui "Parada Segura" em Jaraguá passa por 1a votação 

Com a Parada Segura, mulheres, pessoas com deficiência e idosos terão a possibilidade de descer do ônibus perto da residência ou em um local que se sentirem seguros
Projeto que institui "Parada Segura" em Jaraguá passa por 1a votação 
Saúde

Ministro da Saúde visita região Oeste de Santa Catarina nesta sexta

Eduardo Pazuello participa de compromissos com autoridades municipais e estaduais sobre ações de enfrentamento à pandemia de Covid-19 na região
Ministro da Saúde visita região Oeste de Santa Catarina nesta sexta
Ver mais de Política