Política

Administração promete rever cortes da insalubridade de funcionários públicos

01 Fev 2013 - 12h43



A Administração de Jaraguá do Sul pode rever a decisão de cortar a insalubridade de cerca de 640 funcionários públicos municipais. Nesta manhã, a partir das 11h, acontecerá uma reunião entre representantes do sindicato que representa a categoria, servidores, o prefeito Dieter Janssen (PP) e a equipe administrativa. A chefe de gabinete, Fernanda Klitzke, diz que a Prefeitura deve economizar cerca de R$ 150 mil por mês com o fim da insalubridade, paga irregularmente aos servidores, segundo ela.

[jwplayer mediaid="65446"]

A chefe de gabinete não acredita que haja injustiças com servidores.

[jwplayer mediaid="65444"]

Fernanda ressaltou que não há nenhum movimento de greve, e advertiu que qualquer manifestação nesse momento, no sentido de tumultuar o processo, haverá consequências.

[jwplayer mediaid="65450"]

No fim da tarde desta quinta-feira, a diretoria do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais reuniu-se com funcionários do setor de Saúde para tratar do assunto. Quem acompanhou a reunião foi o repórter Sérgio Luiz, que traz agora as informações.

[jwplayer mediaid="65448"]

Na manhã de ontem, algumas serventes do setor de limpeza da Prefeitura fizeram uma manifestação por conta do corte do percentual de insalubridade.

[jwplayer mediaid="65442"]

SÉRIO LUIZ / ROGÉRIO TALLINI