Política

Administração promete rever cortes da insalubridade de funcionários públicos

01 Fev 2013 - 12h43



A Administração de Jaraguá do Sul pode rever a decisão de cortar a insalubridade de cerca de 640 funcionários públicos municipais. Nesta manhã, a partir das 11h, acontecerá uma reunião entre representantes do sindicato que representa a categoria, servidores, o prefeito Dieter Janssen (PP) e a equipe administrativa. A chefe de gabinete, Fernanda Klitzke, diz que a Prefeitura deve economizar cerca de R$ 150 mil por mês com o fim da insalubridade, paga irregularmente aos servidores, segundo ela.

[jwplayer mediaid="65446"]

A chefe de gabinete não acredita que haja injustiças com servidores.

[jwplayer mediaid="65444"]

Fernanda ressaltou que não há nenhum movimento de greve, e advertiu que qualquer manifestação nesse momento, no sentido de tumultuar o processo, haverá consequências.

[jwplayer mediaid="65450"]

No fim da tarde desta quinta-feira, a diretoria do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais reuniu-se com funcionários do setor de Saúde para tratar do assunto. Quem acompanhou a reunião foi o repórter Sérgio Luiz, que traz agora as informações.

[jwplayer mediaid="65448"]

Na manhã de ontem, algumas serventes do setor de limpeza da Prefeitura fizeram uma manifestação por conta do corte do percentual de insalubridade.

[jwplayer mediaid="65442"]

SÉRIO LUIZ / ROGÉRIO TALLINI

Matérias Relacionadas

Geral

ACIJS elege nova diretoria na segunda-feira, dia 17

A assembleia nesta segunda-feira acontece às 18 horas, no CEJAS e é aberta à participação gratuita de associados da entidade e ao público em geral
ACIJS elege nova diretoria na segunda-feira, dia 17
POLÍTICA

Edson Fachin nega suspender ação do Instituto Lula na Lava Jato

POLÍTICA

Em Brasília, 22 Estados participam da reunião do fórum dos governadores

POLÍTICA

Deputado quer chamar Guedes para explicar 'parasita' na Câmara

Ver mais de Política