Mês do Trânsito - Rádio
Política

Administração argumenta que não pode pagar mais de 8% aos funcionários

28 Mar 2012 - 11h32

A Câmara de Vereadores de Corupá teve sessão com plenário lotado na segunda-feira, por causa do projeto de aumento salarial para os servidores públicos. A proposta enviada pelo Executivo oferece 8% de aumento. Em contra partida os Vereadores Everaldo Mokwa (PP) e Sidnei Schwerdtner (PP) e o Presidente da Casa João Carlos Gottardi (PT), indicaram aumento de 13%, justificado pelo aumento da arrecadação municipal que cresceu 17% de 2010 até o momento. O que se viu foram propostas convincentes por parte da Administração que diz não poder pagar mais do que 8%, justificando que se dado o aumento indicado pela oposição, ultrapassaria o comprometimento de 53% do orçamento, mais do que o chamado "limite prudencial" que é de 52%. O presidente do sindicato da categoria, Luiz Carlos Ortiz Primo, comentou que não há mais tempo hábil para se prolongar as negociações, pois dia 5 de abril, é o ultimo dia de prazo por causa da Lei Eleitoral. No Plenário havia vários cartazes com reivindicações dos servidores. A votação ficou para a próxima sessão, dia 2 de abril.

Matérias Relacionadas

Política

Campanha das eleições municipais começa neste domingo

Saiba o que pode e o que não pode durante esse período
Campanha das eleições municipais começa neste domingo
Política

Kennedy Nunes será relator da denúncia no Tribunal Especial de Julgamento

Kennedy Nunes será relator da denúncia no Tribunal Especial de Julgamento
Política

Bolsonaro fará cirurgia em São Paulo nesta sexta

Presidente vai retirar um cálculo na bexiga
Bolsonaro fará cirurgia em São Paulo nesta sexta
Política

Tribunal Especial de Julgamento inicia trabalhos nesta sexta

Além da instalação da comissão, na reunião, será sorteado o relator da denúncia contra Moisés e Daniela, além da definição do roteiro de trabalhos do tribunal e dos prazos para julgamento.
Tribunal Especial de Julgamento inicia trabalhos nesta sexta
Ver mais de Política