Polícia

Polícia Civil assume investigação para saber o motivo da devolução de R$ 10 mil para a Câmara de Vereadores

21 Fev 2013 - 14h35

O delegado da Polícia Civil de Guaramirim, Daniel Dias, após ter recebido documentos da Câmara de Vereadores de Guaramirim, informou que vai abrir um inquérito para apurar os motivos da devolução de mais de R$ 10 mil ao Legislativo. O fato ocorreu na última semana, quando o responsável por uma empresa que prestava assessoria contábil e administrativa para a Câmara na Legislatura anterior foi informado de um erro no fechamento das contas, após analisar a documentação a empresa que prestava a assessoria teria constatado a irregularidade e assim decidiu ressarcir de imediato ao setor financeiro da Câmara o montante de R$ 10.020,00, até a irregularidade contábil ser verificada. Porém, depois de uma verificação minuciosa foi detectado um cheque do mesmo valor do dinheiro ressarcido, mas sem a devida assinatura do vereador e presidente do Legislativo na época, Osni Fortunato, o documento estava  assinado apenas por um ex-servidor da Câmara, que teria sacado o valor correspondente ao cheque. De acordo com o delegado o inquérito está tramitando em sigilo para não atrapalhar a investigação. O dinheiro ressarcido pela empresa está depositado em uma conta da justiça e ao final da apuração os R$ 10.020,00 deverão retornar aos cofres públicos do município.

ROGÉRIO TALLINI

Matérias Relacionadas

Santa Catarina

Polícia Militar irá distribuir 370 bafômetros em todos os municípios do estado de SC

Com investimento de R$ 750 mil, os equipamentos irão agilizar o processo de fiscalização, durante as diversas barreiras policiais e blitzes realizadas pelo estado
Polícia Militar irá distribuir 370 bafômetros em todos os municípios do estado de SC
Polícia

PGR pede suspensão de inquérito que apura divulgação de fake news

PF cumpriu hoje 29 mandados de busca e apreensão
PGR pede suspensão de inquérito que apura divulgação de fake news
Polícia

PF cumpre mandados judiciais em investigação sobre fake news

As ordens judiciais tratam de investigações sobre fake news (inquérito nº 4.781), conduzidas pelo ministro Alexandre de Moraes.
PF cumpre mandados judiciais em investigação sobre fake news
Geral

Idoso é detido após provocar incêndio em Schroeder

Homem disse aos policiais que colocou fogo em um determinado local, mas que saiu do controle se alastrando para a vegetação
Idoso é detido após provocar incêndio em Schroeder
Ver mais de Polícia