Só em 2023

ACIAG busca antecipação da instalação de subestação energética

Segundo a CELESC, a previsão é iniciar as obras em 2023

21 Dez 2018 - 07h30
ACIAG busca antecipação da instalação de subestação energética - Crédito: Divulgação Crédito: Divulgação

Além da infraestrutura, a capacidade energética é um dos diferenciais para a atração de novos empreendimentos em um município. É com essa motivação que a Associação Empresarial de Guaramirim (ACIAG) busca, junto ao poder público e CELESC a instalação de uma subestação de energia, que deverá ser instalada no Loteamento Industrial Francisco José Doubrawa. 

No mês de maio, este foi um dos temas discutidos nas reuniões plenárias. Na ocasião, o gerente regional Norte, Wagner Vogel, apresentou aos associados um panorama da capacidade energética do município e os investimentos planejados pela CELESC para os próximos anos. Entre eles, a instalação de uma subestação energética, com início das obras previstas para o ano de 2020. Porém, este prazo foi adiado para 2023. 

Por isso, na última sexta-feira (14/12), representantes da ACIAG e o secretário de desenvolvimento econômico de Guaramirim, Rodrigo Ademir da Silva, se reuniram com o presidente da CELESC, Cleverson Sievert, buscando a antecipação das obras para a instalação da subestação para o ano de 2019, visto a atração de novos negócios e ampliação das empresas locais.

“Acreditamos que a demanda energética deve aumentar significativamente nos próximos três anos, tanto com a vinda de novas empresas, ampliação da capacidade energética das já existentes e também, devido aos loteamentos residenciais instalados em Guaramirim. A subestação vem ao encontro desse crescimento e garante o abastecimento não só do município, quanto da região”, comenta o presidente da ACIAG, José Altair Weber.

Segundo a CELESC, num primeiro momento não há formas de viabilizar a antecipação da construção da subestação no município. Porém, o órgão garante o fornecimento energético de Guaramirim, aumentando, se necessário, a capacidade dos transformadores já existentes. A justificativa, é a “folga” no consumo de energia que ainda há na cidade. 


Quer ser o primeiro a saber das notícias de Jaraguá do Sul e Região? CLIQUE AQUI e receba direto no seu WhatsApp!

Matérias Relacionadas

Economia

Projeção de crescimento de Guaramirim atrai investimentos na construção civil

Com este desenvolvimento natural, impulsionado pela geração de vagas de emprego e importantes obras estruturais, o município também ganha um novo conceito de empreendimento, representado pelo Residencial Torres de Turim
Projeção de crescimento de Guaramirim atrai investimentos na construção civil
Saúde

Guaramirim vai ampliar agendamento para vacina contra a covid-19

A partir desta tarde, pessoas com 51 anos podem agendar a imunização
Política

Caropreso apresenta investimentos para a região à classe empresarial de Guaramirim

A duplicação do trecho urbano da BR-280, investimentos na saúde, na educação, na Apae, bombeiros e a inauguração e ativação do Centro de Educação Profissional foram alguns dos temas abordados
Caropreso apresenta investimentos para a região à classe empresarial de Guaramirim
Política

Auxílio macadame é aprovado para agricultores de Guaramirim

Agricultores terão à disposição até duas cargas por ano
Auxílio macadame é aprovado para agricultores de Guaramirim
Ver mais de Guaramirim