Prestação de contas

Fapesc presta contas à sociedade sobre uso de recursos públicos

30 Nov 2015 - 11h18

O workshop de avaliação do Programa de Subvenção à Inovação em Micro e Pequenas Empresas (Pappe), que em Santa Catarina foi operado pela Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Estado de Santa Catarina (Fapesc) terminou nesta sexta-feira, 27. No total, as 17 empresas selecionadas pelo edital de 2012 receberam R$ 3 milhões dos governos federal e estadual (metade cada) para executar seus projetos em até dois anos. 


Um exemplo é o equipamento que minimiza riscos na  operação de detectar vazamentos de gases tóxicos como o metano, criado pela InnovaSens, de Florianópolis. A empresa desenvolveu um protótipo portátil e de manuseio mais fácil em relação aos similares no mercado nacional, segundo Eduardo Antonini, diretor de operações da empresa incubada no MidiTecnológico da Associação Catarinense de Empresas de Tecnologia (Acate).

Incubada no Inovarq, parque tecnológico de Joinville, a BIA Technology está aperfeiçoando um sistema de bioimpedância elétrica para análise da qualidade e rastreabilidade do leite. Ele dispensa a usual espera de 15 dias para emissão do laudo sobre uma eventual contaminação e previne a comercialização num estado impróprio ao consumo humano, conforme dito pelo gerente de projetos Roberto Carlos Valicheski.

Outro projeto ligado à saúde pública é o PNPulse, um inibidor de apetite implantável para tratamento da obesidade. É um pequeno dispositivo, similar a um marcapasso cardíaco, para ser colocado na camada subcutânea abdominal e provocar a sensação de saciedade. O processo é baseado na eletroestimulação gástrica, não havendo a injeção de hormônios ou qualquer outra substância no organismo. “O método é seguro, altamente eficiente e totalmente reversível”, disse Gabriel Paim, sócio-diretor da InPulse, da capital.


Veja a lista completa dos selecionados no Pappe 2012 neste link.

Fonte: Secom

Matérias Relacionadas

Região

Patrimônio cultural do Rio da Luz será tema de fórum nesta quarta

O objetivo do fórum é ampliar o espaço de fala e escuta sobre os instrumentos de proteção aos patrimônios culturais e divulgar as ações desenvolvidas na região entre 2018 e 2020
Patrimônio cultural do Rio da Luz será tema de fórum nesta quarta
Ver mais de Região