Juros

Copom mantém taxas de juros de 14,5% ao ano

23 Out 2015 - 17h51

O Comitê de Política Monetária do Banco Central (Copom) decidiu, por unanimidade, manter a taxa de juros básica da economia em 14,25%. A manutenção neste patamar parte do entendimento de que os juros já estão bastante elevados, o que vem provocando impactos negativos na atividade econômica do país e no mercado de trabalho. A perspectiva do Copom é que a inflação convirja para o centro da meta até o início de 2017. No entanto, o Comitê não descarta novos aumentos em caso de mais pressões inflacionárias.

"O cenário do país é preocupante. A resposta dos preços à elevada taxa de juros está se dando de maneira muita lenta. Em contrapartida, a queda no volume de vendas do comércio e nos níveis de produção da indústria e demais setores já foi fortemente atingido ao reduzir o acesso ao crédito em toda a economia", avalia o presidente da Fecomércio SC, Bruno Breithaupt.
A Federação ressalta que mesmo que o ciclo de alta tenha terminado, a taxa básica encontra-se num nível muito elevado. Embora considere importante o controle da inflação, lamenta que isso seja feito através de sucessivas elevações dos juros.

"Tal medida prejudica em demasia o setor produtivo, ao onerar, tanto o consumidor, quanto os empresários em suas decisões de investimento, dificultando ainda mais a saída do país do patamar de baixo crescimento. Outras medidas, como uma reforma tributária e trabalhista, capaz de incentivar a produtividade, seriam muito mais efetivas para combater o baixo crescimento e a inflação", avalia Breithaupt.

Matérias Relacionadas

Região

Patrimônio cultural do Rio da Luz será tema de fórum nesta quarta

O objetivo do fórum é ampliar o espaço de fala e escuta sobre os instrumentos de proteção aos patrimônios culturais e divulgar as ações desenvolvidas na região entre 2018 e 2020
Patrimônio cultural do Rio da Luz será tema de fórum nesta quarta
Ver mais de Região