Guaramirim

Advogado vai recorrer da decisão que condenou acusado pela morte de Claudiane Salla

26 Ago 2015 - 12h06
Advogado vai recorrer da decisão que condenou acusado pela morte de Claudiane Salla -

Indicado pelo Tribunal de Justiça para defender Gilberto Ludvichak no processo que levou à condenação do réu pelo assassinato da adolescente Claudiane Salla, em setembro do ano passado, o advogado Dagoberto Azevedo Bueno Filho afirmou que deve recorrer da decisão. Gilberto foi condenado à 18 anos e oito meses de prisão, mas na visão do defensor dativo alguns pontos não foram analisados pelos jurados que condenaram o réu. [jwplayer mediaid="232669"]


Bueno Filho afirmou que as circunstâncias nas quais o corpo foi encontrado chamaram mais atenção do que o homicídio, que na visão da defesa foi culposo, sem intenção de matar. [jwplayer mediaid="232670"]

Enquanto isso, o promotor Thiago Alceu Nart ficou satisfeito com a condenação. Apesar disso, deve recorrer na decisão para aumentar o tempo de condenação, considerado baixo também pela família, em entrevista ao vivo na rádio Jaraguá. [jwplayer mediaid="232671"]


A sessão do Tribunal do Júri que condenou Gilberto Ludvichak por homicídio qualificado e ocultação e destruição de cadáver durou cerca de cinco horas. O júri popular - composto por cinco homens e duas mulheres - impôs a pena de 18 anos e oito meses de prisão ao réu, que retornou ao Presídio Regional de Jaraguá do Sul.

Matérias Relacionadas

Região

Patrimônio cultural do Rio da Luz será tema de fórum nesta quarta

O objetivo do fórum é ampliar o espaço de fala e escuta sobre os instrumentos de proteção aos patrimônios culturais e divulgar as ações desenvolvidas na região entre 2018 e 2020
Patrimônio cultural do Rio da Luz será tema de fórum nesta quarta
Ver mais de Região