INTERNACIONAL

Três militares abandonaram postos na fronteira entre Venezuela e Colômbia

23 Fev 2019 - 12h07

Autoridades colombianas disseram que três membros da Força Armada Nacional da República Bolivariana da Venezuela (FANB), guarda militar do país, abandonaram seus postos na fronteira do país com a Colômbia. Os militares faziam o bloqueio da região e se renderam a um grupo civil que tentava atravessar a fronteira. A FANB não se pronunciou sobre o assunto.

O presidente da Venezuela, Nicolas Maduro, ordenou o fechamento da estrada para a ponte Simon Bolivar, que liga o país à Colômbia. Tropas de choque do governo impedem a passagem de civis pela região. Neste sábado, membros da oposição venezuelana lideram uma operação de entrega de cerca de 200 toneladas de alimentos e suprimentos médicos à população, após Maduro recusar a entrada de ajuda humanitária.

Há pouco, houve conflito na cidade fronteiriça de Ureña entre militares e civis, onde está prevista a entrada de assistência humanitária pela oposição ao governo Maduro. Moradores montaram uma barricada entre a ponte que liga a Colômbia e a Venezuela, para impedir o bloqueio da Força Nacional. Soldados reagiram com gás lacrimogêneo. Fonte: Associated Press.

Premix Concreto

Matérias Relacionadas

Esportes

Flamengo é campeão brasileiro

Rubro-Negro perde de 2 a 1, mas garante oitavo título da história
Flamengo é campeão brasileiro
Economia

Lucro da Weg cresce 48,5% no 4º trimestre, para R$ 742,2 milhões

No ano, o lucro chegou a R$ 2,340 bilhões, avanço de 45% ante o ano anterior
Lucro da Weg cresce 48,5% no 4º trimestre, para R$ 742,2 milhões
Economia

Bolsonaro sanciona projeto que dá autonomia ao Banco Central

Medida prevê mandatos para dirigentes do órgão
Bolsonaro sanciona projeto que dá autonomia ao Banco Central
Economia

Dólar tem pequena queda e fecha a R$ 5,42

Bolsa sobe 0,38% em dia de recuperação
Ver mais de Mundo